PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Como em 2015, Atlético-MG vive dilema entre Copa do Brasil e Brasileirão

Que time levar? Galo viajou com todos os atletas, mas Marcelo escondeu quem joga - Bruno Cantini/Atlético
Que time levar? Galo viajou com todos os atletas, mas Marcelo escondeu quem joga Imagem: Bruno Cantini/Atlético

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

21/09/2016 06h00

Depois do empate por 1 a 1 dentro do Mineirão, o Atlético-MG volta a enfrentar a Ponte Preta pela Copa do Brasil, agora no estádio Moisés Lucarelli. Terceiro colocado do Brasileiro e ainda sonhando com o título, a equipe vive um dilema. Sonhando com o maior título do país, Marcelo Oliveira não pretende sacrificar seus jogadores mais desgastados na competição de mata-mata. Por outro lado, abdicar tão cedo da Copa não é visto com bons olhos e sequer garantia de algo, correndo o risco de ficar de mãos vazias e repetir o ano passado, quando não levantou nenhuma taça no final do ano.

Para avançar, o Atlético precisará ganhar ou empatar por dois gols ou mais. Um novo 1 a 1 levará o confronto aos pênaltis. O 0 x 0 dará vaga para a equipe paulista.

Em 2015, o Atlético viveu momento parecido. No Brasileirão, o time mineiro perseguia o futuro campeão Corinthians. Nesta mesma época do ano, a diferença que separavam os dois clubes era de cinco pontos (54 contra 49). Paralelo ao torneio, o time disputou as oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar de ter entrado com o time titular nas oitavas de final, a equipe não apresentou aquele futebol de encher os olhos em nenhum dos jogos contra o Figueirense.  Na ida, empate nos acréscimos por 1 a 1 dentro do Horto. Na volta, as falhas nas jogadas aéreas custaram a virada em Florianópolis (2 a 1) e a eliminação precoce.

Em sua entrevista após o clássico contra o Cruzeiro, Marcelo Oliveira mostrou certa cautela quanto aos atletas mais desgastados. Recentemente, Robinho foi preservado no Brasileiro para recuperar suas condições físicas. Atualmente, o lateral Fábio Santos, veterano com 31 anos recém-completados é outro que tem atuado com bastante frequência desde a saída de Douglas Santos. A decisão do treinador, porém, só será conhecida nos vestiários. Sem revelar o time, Marcelo fez mistério com treino fechado, mas relacionou todos os atletas à disposição, inclusive o volante Leandro Donizete, recuperado de um estiramento na coxa.

Apesar do mistério, alguns nomes já podem ser considerados peças certas no time que começa o jogo. O venezuelano Otero demorou a se encontrar em campo, mas vem de duas boas partidas no Brasileirão. Porém, como está suspenso para o duelo contra o Inter, deverá seguir como titular. No ataque, Fred já atuou na competição pelo Fluminense, e por isso não pode jogar. Com isso, Lucas Pratto deverá retomar a vaga e começar jogando.

PONTE PRETA x ATLÉTICO-MG

Motivo: Oitavas de final, Copa do Brasil 2016
Data/Hora: 21/09/2016, às 19h30
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus e Elton (Galhardo); Clayson, Felipe Azevedo (Jeferson) e Roger. Técnico: Eduardo Baptista.

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Gabriel (Leonardo Silva), Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Leandro Donizete), Júnior Urso, Otero, Robinho (Cazares) e Clayton; Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.

Futebol