Topo

Futebol Americano


Astro da NFL se aposentou por não suportar lesões. E foi vaiado por isso

Andrew Luck concede entrevista coletiva para anunciar a sua aposentadoria - Brian Spurlock/USA TODAY Sports
Andrew Luck concede entrevista coletiva para anunciar a sua aposentadoria Imagem: Brian Spurlock/USA TODAY Sports

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/08/2019 04h00

Andrew Luck, um dos mais talentosos quarterbacks da NFL, perdeu a batalha para as lesões e anunciou nesse sábado (25) a precoce aposentadoria. Aos 29 anos, o agora ex-jogador não resistiu às dores espalhadas pelo corpo e à luta para se manter saudável mentalmente e encerrou um ciclo de quatro anos de lesões seguidas, abrindo mão do sonho de seguir jogando na maior liga de futebol americano no mundo pelo Indianapolis Colts - e de muito dinheiro. Por isso, foi vaiado pela própria torcida.

Luck foi selecionado como a primeira escolha do Draft de 2012 pelos Colts. Além da pressão de ser o número 1, o quarterback ainda seria o substituto do ídolo Peyton Manning. O início com a franquia foi promissor, e o jovem cumpriu as expectativas e levou o time aos playoffs logo na temporada de estreia.

Em 2014, ele liderou a NFL em passes para touchdown, com 40, além de bater o recorde dos Colts com 4.761 jardas lançadas em uma única temporada. Luck e o time chegaram à final da Conferência Americana, mas foram derrotados pelo New England Patriots no último degrau antes do Super Bowl.

Este jogo ficou marcado pelo episódio das bolas murchas, o "Deflategate". Os Patriots foram acusados de deixar as bolas mais murchas que o normal para prejudicar os rivais. Tom Brady foi acusado de participar do plano e acabou suspenso por quatro jogos.

No total, Luck levou seu time aos playoffs em quatro temporadas, sendo a última em 2018, quando retornou aos gramados depois de ficar a temporada inteira de 2017 afastado por lesões. O quarterback ganhou o prêmio "Comeback Player of the Year Award" após ficar 586 dias em recuperação.

Luck começou a sofrer com dores no ombro direito em 2015 e adiou a cirurgia até 2017. Ainda em 2015, o jogador perdeu alguns jogos por conta de uma pancada recebida em um jogo contra o Denver Broncos. Ele rompeu um músculo abdominal e teve o rim "dilacerado".

Depois de uma temporada de 2018 brilhante, a expectativa era alta para a sequência de Luck no comando do ataque dos Colts, porém, uma nova lesão, agora na panturrilha, o afastou dos jogos da pré-temporada da NFL.

Essa lesão, aparentemente menos grave que as anteriores, abalou mentalmente o jogador, que chegou a ser vaiado pela torcida durante o jogo contra o Chicago Bears quando a notícia da aposentadoria foi dada por Adam Schefter, jornalista da ESPN americana. Horas depois, Luck fez o anúncio oficial.

"Esta não é uma decisão fácil. Eu tenho estado preso neste processo. Não tenho conseguido viver a vida que eu gostaria. Isso tem tirado a alegria de jogar o jogo... O único jeito de seguir em frente é me removendo do esporte", explicou.

Band: Carli Loyd converte field goal de 55 jardas em treino

Band Sports

Futebol Americano