Milton Neves

Milton Neves

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Há dez anos morria Pedro Rocha, brilhante camisa 10 do São Paulo

POR MARCOS JÚNIOR MICHELETTI/DA REDAÇÃO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Há exatos dez anos, vítima de falência múltipla dos órgãos, em razão de atrofia no mesencéfalo, morria um dos mais brilhantes meias de sua geração, o uruguaio Pedro Rocha, aos 70 anos, atleta que brilhou no São Paulo Futebol Clube entre 1970 e 1977, seu segundo clube profissional, após ter iniciado sua carreira pelo Peñarol.

Ainda atuou em outros três clubes brasileiros: Coritiba, Palmeiras e Bangu, para depois defender dois clubes mexicanos, o Deportivo Neza e o Monterrey. Encerrou sua carreira pelo Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Pedro Virgilio Rocha Franchetti teve uma longeva passagem pela Seleção Uruguaia, entre 1961 e 1974, conquistando a Copa América de 1967.

Em 1981 iniciou sua trajetória como treinador de futebol, pela Inter de Limeira, e comandou diversas equipes, entre elas o Guarani a Portuguesa de Desportos, o Sporting (Portugal), o Sport Recife, e o XV de Piracicaba, este o seu último clube, em 2000.

Puxando a fila, o goleiro Sérgio Valentim, seguido por Pedro Rocha, o ex-volante Teodoro (faleceu em 2013) e o sexto da fila é o ex-defensor Pablo Fórlan. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Puxando a fila, o goleiro Sérgio Valentim, seguido por Pedro Rocha, o ex-volante Teodoro (faleceu em 2013) e o sexto da fila é o ex-defensor Pablo Fórlan. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Veja, Pedro Rocha, à espera da bola, com a camisa do São Paulo. No gol, Ewerton, que jogou na Lusa entre 1979 e 1987, e o último jogador da Portuguesa é o zagueiro Cardoso, também conhecido por Cardosinho. Foto Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Veja, Pedro Rocha, à espera da bola, com a camisa do São Paulo. No gol, Ewerton, que jogou na Lusa entre 1979 e 1987, e o último jogador da Portuguesa é o zagueiro Cardoso, também conhecido por Cardosinho. Foto Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Continua após a publicidade

Veja Pedro Rocha, de camisa listrada, da esquerda para direita. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Veja Pedro Rocha, de camisa listrada, da esquerda para direita. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha e Serginho Chulapa fazem um

Pedro Rocha e Serginho Chulapa fazem um "sanduíche" com o jogador do Guarani. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha é o único são-paulino entre os jogadores da Portuguesa. Zecão é o goleiro, Calegari , protegendo a bola e Cardoso, o último do lado esquerdo. Crédito da Foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha é o único são-paulino entre os jogadores da Portuguesa. Zecão é o goleiro, Calegari , protegendo a bola e Cardoso, o último do lado esquerdo. Crédito da Foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Continua após a publicidade

El Verdugo no seu

El Verdugo no seu "templo". Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Desfilando a classe em campo. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Desfilando a classe em campo. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Liderados por Pedro Rocha, o São Paulo entra em campo, na sequência do Verdugo, Sérgio Valentim, Toninho Guerreiro, Paranhos e Pablo Fórlan. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Liderados por Pedro Rocha, o São Paulo entra em campo, na sequência do Verdugo, Sérgio Valentim, Toninho Guerreiro, Paranhos e Pablo Fórlan. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Continua após a publicidade

Pedro Rocha, de costas, dividindo uma bola com o goleiro do Botafogo, Ubirajara Motta. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha, de costas, dividindo uma bola com o goleiro do Botafogo, Ubirajara Motta. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Humilde e focado, o olhar de Pedro Rocha no estádio do Morumbi, com a camisa do Tricolor Paulista. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Humilde e focado, o olhar de Pedro Rocha no estádio do Morumbi, com a camisa do Tricolor Paulista. Crédito da foto: Site Oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha, até para cair era fino. O primeiro à direita em pé, era o ex-beque Flamarion. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Pedro Rocha, até para cair era fino. O primeiro à direita em pé, era o ex-beque Flamarion. Crédito da foto: Site oficial do São Paulo Futebol Clube.

Continua após a publicidade

Veja Pedro Rocha, elegante, desfilando pelo gramado do estádio do Morumbi na década de 70. Crédito da foto: São Paulo Futebol Clube site oficial

Veja Pedro Rocha, elegante, desfilando pelo gramado do estádio do Morumbi na década de 70. Crédito da foto: São Paulo Futebol Clube site oficial

Equipe do Coritiba campeã paranaense em 1978, no Estádio Couto Pereira. Em pé, da esquerda para a direita: Manga, Duílio, Eduardo, Almir, Cláudio Marques e Reginaldo. Agachados: massagista, Borjão, Chico Explosão, Pedro Rocha, Mug e Noriva. Foto/Reprodução da Revista Placar, enviada por Emílio A. Duva

Equipe do Coritiba campeã paranaense em 1978, no Estádio Couto Pereira. Em pé, da esquerda para a direita: Manga, Duílio, Eduardo, Almir, Cláudio Marques e Reginaldo. Agachados: massagista, Borjão, Chico Explosão, Pedro Rocha, Mug e Noriva. Foto/Reprodução da Revista Placar, enviada por Emílio A. Duva

Rocha brilhou com a camisa do Peñarol por quase 11 anos, conquistando pelo clube oito Campeonatos Uruguaios

Rocha brilhou com a camisa do Peñarol por quase 11 anos, conquistando pelo clube oito Campeonatos Uruguaios

Continua após a publicidade

Veja no card oficial dados da final contra o Palmeiras, quando Chicão estava entre os titulares do São Paulo

Veja no card oficial dados da final contra o Palmeiras, quando Chicão estava entre os titulares do São Paulo

Valtinho, no canto direito, posa com o craque ex-São Paulo, Pedro Rocha. Foto enviada por Adriano Marinho

Valtinho, no canto direito, posa com o craque ex-São Paulo, Pedro Rocha. Foto enviada por Adriano Marinho

Da esquerda para a direita, Tiago (filho de Valtinho), Lucas, Pedro Rocha, Valtinho e um amigo. Foto enviada por Adriano Marinho

Da esquerda para a direita, Tiago (filho de Valtinho), Lucas, Pedro Rocha, Valtinho e um amigo. Foto enviada por Adriano Marinho

Continua após a publicidade

Encontro em São José dos Campos-SP. O segundo, da esquerda para a direita é Pedro Rocha, seguido por Valtinho. Foto: arquivo pessoal de Valtinho

Encontro em São José dos Campos-SP. O segundo, da esquerda para a direita é Pedro Rocha, seguido por Valtinho. Foto: arquivo pessoal de Valtinho

Festa em homenagem a ex-jogadores do São Paulo. Da esquerda para a direita: Tiago (filho de Valtinho), Lucas (de boné vermelho), Pedro Rocha e Valtinho. Foto: arquivo pessoal de Valtinho

Festa em homenagem a ex-jogadores do São Paulo. Da esquerda para a direita: Tiago (filho de Valtinho), Lucas (de boné vermelho), Pedro Rocha e Valtinho. Foto: arquivo pessoal de Valtinho

O clube uruguaio também é conhecido pelo seu uniforme amarelo e preto, uma das combinações mais lindas do futebol. Em pé, da esquerda para à direita: o segundo é Mazurkiewicz, o terceiro é Goncalves e o sexto é Pablo Forlán. Agachados, da esquerda para à direita: Abadie, Pedro Rocha, Alberto Spencer, Sacía e Joya. Foto: Site oficial do Peñarol

O clube uruguaio também é conhecido pelo seu uniforme amarelo e preto, uma das combinações mais lindas do futebol. Em pé, da esquerda para à direita: o segundo é Mazurkiewicz, o terceiro é Goncalves e o sexto é Pablo Forlán. Agachados, da esquerda para à direita: Abadie, Pedro Rocha, Alberto Spencer, Sacía e Joya. Foto: Site oficial do Peñarol

Continua após a publicidade

A equipe que fez muito sucesso na década de 60, possuia uma linha de ataque temida. Em pé, da esquerda para à direita: o terceiro, com a camisa de goleiro, é Mazurkiewicz, seguido por Nestor Goncalves e o sétimo é o ídolo Pablo Forlán. Agachados, da esquerda para à direita: Abadie, Pedro Rocha, Alberto Spencer, Sacía e Joya. Foto: Site oficial do Peñarol.

A equipe que fez muito sucesso na década de 60, possuia uma linha de ataque temida. Em pé, da esquerda para à direita: o terceiro, com a camisa de goleiro, é Mazurkiewicz, seguido por Nestor Goncalves e o sétimo é o ídolo Pablo Forlán. Agachados, da esquerda para à direita: Abadie, Pedro Rocha, Alberto Spencer, Sacía e Joya. Foto: Site oficial do Peñarol.

Roberto Silva grava a palestra de Manoel Poço no Morumbi. Em pé, de cabeça baixa, está Hélio Maffia. Entre os jogadores, Pedro Rocha é o primeiro à esquerda, Sérgio Valentin é o goleiro com a camisa número 1, Pablo Forlán é o último da roda, ao lado de Picasso e Toninho II. Assinalados em amarelo, estão Gérson, à frente, e o goleiro Pascoalim, atrás, vestindo seu robusto agasalho para emagrecer. Foto: Sarkis

Roberto Silva grava a palestra de Manoel Poço no Morumbi. Em pé, de cabeça baixa, está Hélio Maffia. Entre os jogadores, Pedro Rocha é o primeiro à esquerda, Sérgio Valentin é o goleiro com a camisa número 1, Pablo Forlán é o último da roda, ao lado de Picasso e Toninho II. Assinalados em amarelo, estão Gérson, à frente, e o goleiro Pascoalim, atrás, vestindo seu robusto agasalho para emagrecer. Foto: Sarkis

Três ex-craques: Pedro Rocha, Valdir Joaquim de Moraes e Telê Santana. Foto: arquivo de Valdir Joaquim de Moraes

Três ex-craques: Pedro Rocha, Valdir Joaquim de Moraes e Telê Santana. Foto: arquivo de Valdir Joaquim de Moraes

Continua após a publicidade

Em pé: Poy, Professor, Rigo, Nelson, Osmar, Alfredo, Arlindo, Pascoalim, Waldir Peres, Gilberto, Samuel, Paranhos, Chicão, Forlan e Mario. Agachados: Luis Roberto, Eron, Silva, Zé Carlos, Muricy, Terto, Ademir, Mauro, Pedro Rocha, Serginho, Liminha, Zé Roberto, Mirandinha e Piau. José Pinto/Revista Placar

Em pé: Poy, Professor, Rigo, Nelson, Osmar, Alfredo, Arlindo, Pascoalim, Waldir Peres, Gilberto, Samuel, Paranhos, Chicão, Forlan e Mario. Agachados: Luis Roberto, Eron, Silva, Zé Carlos, Muricy, Terto, Ademir, Mauro, Pedro Rocha, Serginho, Liminha, Zé Roberto, Mirandinha e Piau. José Pinto/Revista Placar

Em pé: José Poy, Mario Juliato, Pascolim, Terto, Pedro Rocha, Mickey, Marco Antonio, Primo, Serginho Chulapa, Paranhos, Silva, Teodoro, Chicão, Bezerra, Rigo e Dejantis. Sentados: Nelsinho, Vicente, Muricy, Valtinho, Zé Sérgio, Zé Carlos, Milton, Müller, Dá Wilson, Peres, Alfredo e Arlindo. No chão: Moreira, Ribas, Gilberto, Ademir, Marcos, Ditão, Tecão e Waldir Peres. Foto: Placar

Em pé: José Poy, Mario Juliato, Pascolim, Terto, Pedro Rocha, Mickey, Marco Antonio, Primo, Serginho Chulapa, Paranhos, Silva, Teodoro, Chicão, Bezerra, Rigo e Dejantis. Sentados: Nelsinho, Vicente, Muricy, Valtinho, Zé Sérgio, Zé Carlos, Milton, Müller, Dá Wilson, Peres, Alfredo e Arlindo. No chão: Moreira, Ribas, Gilberto, Ademir, Marcos, Ditão, Tecão e Waldir Peres. Foto: Placar

O segundo em pé é o uruguaio Pedro Rocha, durante um churrasco na cidade de Águas de São Pedro-SP, nos anos 90. Foto envidada por Hélio Ghilardi.

O segundo em pé é o uruguaio Pedro Rocha, durante um churrasco na cidade de Águas de São Pedro-SP, nos anos 90. Foto envidada por Hélio Ghilardi.

Continua após a publicidade

Forlan foi um dos retratados no livro de Luís Augusto Simon, entitulado

Forlan foi um dos retratados no livro de Luís Augusto Simon, entitulado "Tricolor Celeste". Além dele, também estão: Pedro Rocha, Dario Pereyra e Lugano

Foto raríssima de Murilo, atuando pelo time piauiense, cumprimentando e trocando flâmulas com Pedro Rocha. A partida, realizada em 07 de outubro de 1973, no estádio Albertão, em Teresina, terminou com vitória do São Paulo sobre o Tiradentes por 2 a 0 (gols de Gilberto Sorriso e Mirandinha). Foto enviada por Severino Filho

Foto raríssima de Murilo, atuando pelo time piauiense, cumprimentando e trocando flâmulas com Pedro Rocha. A partida, realizada em 07 de outubro de 1973, no estádio Albertão, em Teresina, terminou com vitória do São Paulo sobre o Tiradentes por 2 a 0 (gols de Gilberto Sorriso e Mirandinha). Foto enviada por Severino Filho

O elegante Pedro Rocha, em uma de suas primeiras imagens quando chegou ao Morumbi. Após dez anos no Peñarol, do Uruguai, o craque chegou ao São Paulo para fazer história, como um dos maiores ídolos do clube em todos os tempos. Pedro Rocha segura uma foto de um time do São Paulo da época. Neste time estão, em pé: Gilberto, Sérgio Valentim, Roberto dias, Edson Cegonha, Jurandir e Forlan. Agachados: Paulo Nani (que perdeu sua vaga com a chegada de Pedro Rocha), Terto, Toninho Guerreiro, Gérson e Paraná. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

O elegante Pedro Rocha, em uma de suas primeiras imagens quando chegou ao Morumbi. Após dez anos no Peñarol, do Uruguai, o craque chegou ao São Paulo para fazer história, como um dos maiores ídolos do clube em todos os tempos. Pedro Rocha segura uma foto de um time do São Paulo da época. Neste time estão, em pé: Gilberto, Sérgio Valentim, Roberto dias, Edson Cegonha, Jurandir e Forlan. Agachados: Paulo Nani (que perdeu sua vaga com a chegada de Pedro Rocha), Terto, Toninho Guerreiro, Gérson e Paraná. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Continua após a publicidade

O Tricolor na Taça de Prata de 1970. Em pé: Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim, Roberto Dias, Édson Cegonha, Jurandir e Forlan. Agachados: Paulo Nani, Terto, Pedro Rocha, Gérson e Paraná

O Tricolor na Taça de Prata de 1970. Em pé: Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim, Roberto Dias, Édson Cegonha, Jurandir e Forlan. Agachados: Paulo Nani, Terto, Pedro Rocha, Gérson e Paraná

Da esquerda para a direita estão Pedro Rocha, Leivinha jornalista, Leivinha, ex-jogador de Palmeiras, Atlético de Madrid e Portuguesa, e José Carlos Serrão

Da esquerda para a direita estão Pedro Rocha, Leivinha jornalista, Leivinha, ex-jogador de Palmeiras, Atlético de Madrid e Portuguesa, e José Carlos Serrão

Em 4 de julho de 1979. Da esquerda para a direita: Ivair, Pedro Rocha, Paulo Borges, Rivellino e Chicão

Em 4 de julho de 1979. Da esquerda para a direita: Ivair, Pedro Rocha, Paulo Borges, Rivellino e Chicão

Continua após a publicidade

Seleção Brasileira de veteranos. Da esquerda para a direita vemos Lima, Pedro Rocha, João Mendes Toledo, Paraná e Paulo Borges

Seleção Brasileira de veteranos. Da esquerda para a direita vemos Lima, Pedro Rocha, João Mendes Toledo, Paraná e Paulo Borges

O São Paulo em 1971 no gramado do Morumbi. A partir da esquerda vemos Jurandir, Paulo Nani, Tenente, Arlindo Galvão (atrás), Picasso, Gérson, Lima (ao fundo), Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim (encoberto por Gilberto Sorriso), Pedro Rocha, Téia, Paraná, Vanderlei, Toninho II, Dias (atrás), Dario, Carlos Alberto Rodrigues (atrás de Lima), Lucas, Everaldo (atrás de Lucas) e Pablo Forlan.

O São Paulo em 1971 no gramado do Morumbi. A partir da esquerda vemos Jurandir, Paulo Nani, Tenente, Arlindo Galvão (atrás), Picasso, Gérson, Lima (ao fundo), Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim (encoberto por Gilberto Sorriso), Pedro Rocha, Téia, Paraná, Vanderlei, Toninho II, Dias (atrás), Dario, Carlos Alberto Rodrigues (atrás de Lima), Lucas, Everaldo (atrás de Lucas) e Pablo Forlan.

Reprodução de página de jornal mostra a seleção de uma rodada de um Campeonato Paulista da década de 1970. Nas fotos de cima vemos Geninho, Nelsinho, Klein, Araújo e Isidoro; agachados estão Marinho, Pedro Rocha, Antonio Carlos, Toninho, Serginho e Edu

Reprodução de página de jornal mostra a seleção de uma rodada de um Campeonato Paulista da década de 1970. Nas fotos de cima vemos Geninho, Nelsinho, Klein, Araújo e Isidoro; agachados estão Marinho, Pedro Rocha, Antonio Carlos, Toninho, Serginho e Edu

Continua após a publicidade

Acima, parte de uma formação do São Paulo FC nos anos 70. Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Sérgio Valentim, Carlos Alberto Rodrigues, Gérson e Forlan. Terto e Pedro Rocha (com a mão na bola) estão agachados.

Acima, parte de uma formação do São Paulo FC nos anos 70. Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Sérgio Valentim, Carlos Alberto Rodrigues, Gérson e Forlan. Terto e Pedro Rocha (com a mão na bola) estão agachados.

Estão em pé: Gilberto, Sérgio, Samuel, Teodoro, Arlindo e Forlan. Agachados: Ratinho, Terto, Zé Carlos, Rocha e Piau

Estão em pé: Gilberto, Sérgio, Samuel, Teodoro, Arlindo e Forlan. Agachados: Ratinho, Terto, Zé Carlos, Rocha e Piau

Vejam Pedro Rocha (de camisa amarela, ao centro) ao lado de vários amigos, muitos deles radialistas, do interior paulista.

Continua após a publicidade

Vejam Pedro Rocha (de camisa amarela, ao centro) ao lado de vários amigos, muitos deles radialistas, do interior paulista.

São Paulo, em Taubaté (SP), em 1974. Em pé: Carlos Caboclo (diretor tricolor à época), Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim, Nelsinho Baptista, Arlindo Galvão, Mário, Chicão, José Poy e um integrante da comissão técnica. Agachados: Terto, Zé Carlos Serrão, Mirandinha, Pedro Rocha e Piau.

São Paulo, em Taubaté (SP), em 1974. Em pé: Carlos Caboclo (diretor tricolor à época), Gilberto Sorriso, Sérgio Valentim, Nelsinho Baptista, Arlindo Galvão, Mário, Chicão, José Poy e um integrante da comissão técnica. Agachados: Terto, Zé Carlos Serrão, Mirandinha, Pedro Rocha e Piau.

Em 27 de junho de 1971, o São Paulo sagrou-se bicampeão paulista de futebol ao bater o Palmeiras por 1 a 0. No entanto, o árbitro Armando Marques teve influência decisiva no resultado ao anular um gol legítimo de Leivinha para o Verdão. Em pé estão Jurandir, Sérgio, Gilberto, Arlindo, Édson Cegonha e Forlan; agachados vemos Terto, Pedro Rocha, Toninho Guerreiro, Gérson e Paraná. O time do Morumbi era treinado por Osvaldo Brandão e o único gol do jogo foi marcado por Toninho Guerreiro

Em 27 de junho de 1971, o São Paulo sagrou-se bicampeão paulista de futebol ao bater o Palmeiras por 1 a 0. No entanto, o árbitro Armando Marques teve influência decisiva no resultado ao anular um gol legítimo de Leivinha para o Verdão. Em pé estão Jurandir, Sérgio, Gilberto, Arlindo, Édson Cegonha e Forlan; agachados vemos Terto, Pedro Rocha, Toninho Guerreiro, Gérson e Paraná. O time do Morumbi era treinado por Osvaldo Brandão e o único gol do jogo foi marcado por Toninho Guerreiro

Da esquerda para a direita, entrando em campo pelo São Paulo: Paulo Nani, Carlos Alberto Rodrigues e Pedro Rocha

Continua após a publicidade

Da esquerda para a direita, entrando em campo pelo São Paulo: Paulo Nani, Carlos Alberto Rodrigues e Pedro Rocha

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Dois campeões mundiais disputam a bola: Pedro Rocha, com a camisa tricolor, ganhou o título do Mundial Interclubes como jogador do Peñarol. Rivelino, com o uniforme alvinegro, foi o camisa 11 do tricampeonato mundial da Seleção Brasileira na Copa de 1970, no México.

Dois campeões mundiais disputam a bola: Pedro Rocha, com a camisa tricolor, ganhou o título do Mundial Interclubes como jogador do Peñarol. Rivelino, com o uniforme alvinegro, foi o camisa 11 do tricampeonato mundial da Seleção Brasileira na Copa de 1970, no México.

 Da esquerda pra direita: Paulo Nani, Terto, Pedro Rocha, Toninho Guerreiro e Paraná. Que saudade desse tipo de foto!

Continua após a publicidade

Da esquerda pra direita: Paulo Nani, Terto, Pedro Rocha, Toninho Guerreiro e Paraná. Que saudade desse tipo de foto!

Da esquerda para a direita estão Pedro Rocha, o jornalista Leivinha, Leivinha, ex-jogador, e José Carlos Serrão

Da esquerda para a direita estão Pedro Rocha, o jornalista Leivinha, Leivinha, ex-jogador, e José Carlos Serrão

Vibrando após marcar um gol pelo São Paulo na década de 1970. Foto: Divulgação

Vibrando após marcar um gol pelo São Paulo na década de 1970. Foto: Divulgação

Na década de 1970, Pedro Rocha e Crisante na equipe máster do Taubaté. Foto: arquivo pessoal de Crisante

Continua após a publicidade

Na década de 1970, Pedro Rocha e Crisante na equipe máster do Taubaté. Foto: arquivo pessoal de Crisante

Dois momentos de Pedro Rocha

Dois momentos de Pedro Rocha

Em 2010, com a camisa tricolor. Foto: Divulgação

Em 2010, com a camisa tricolor. Foto: Divulgação

No final dos anos 60, com o agasalho da seleção uruguaia. Foto: Reprodução

Continua após a publicidade

No final dos anos 60, com o agasalho da seleção uruguaia. Foto: Reprodução

Equipe do Flor Indiana no final dos anos 80. Em pé, da esquerda para a direita: Mazaferro, Ataliba, Teodoro, Rafael, Wagner Basílio, Ivan e Raphael. Agachados: Pita, Heriberto, Pedro Rocha, Botu e Jaiminho. Foto: arquivo pessoal de Rafael Cammarota

Equipe do Flor Indiana no final dos anos 80. Em pé, da esquerda para a direita: Mazaferro, Ataliba, Teodoro, Rafael, Wagner Basílio, Ivan e Raphael. Agachados: Pita, Heriberto, Pedro Rocha, Botu e Jaiminho. Foto: arquivo pessoal de Rafael Cammarota

Marco Aurélio Cunha convidou para um almoço as lendas uruguais Dario Pereyra e Pedro Rocha, para auxiliar na ambientação de Diego Lugano

Marco Aurélio Cunha convidou para um almoço as lendas uruguais Dario Pereyra e Pedro Rocha, para auxiliar na ambientação de Diego Lugano

Na década de 90, encontro na Rádio Jovem Pan: Pedro Rocha, Ademir da Guia, Zenon, Rogério Assis e Pita. Foto: arquivo pessoal de Rogério Assis

Continua após a publicidade

Na década de 90, encontro na Rádio Jovem Pan: Pedro Rocha, Ademir da Guia, Zenon, Rogério Assis e Pita. Foto: arquivo pessoal de Rogério Assis

Equipe do São Paulo em 1970, antes de jogo contra o Corinthians, no Morumbi, válido pela Taça de Prata (Robertão). A partida aconteceu em 11 de outubro de 1970, vitória do Corinthians por 2 a 1 (gols de Aladim e Benê para o Corinthians) e Terto para o Tricolor. Em pé, da esquerda para a direita: Adailton, Sérgio Valentim, Gilberto, Edson, Jurandir e Pablo Forlán. Agachados: Paulo, Terto, Pedro Rocha, Gérson e Paraná. Foto: Revista Grandes Clubes Brasileiros, edição especial, de 1971

Equipe do São Paulo em 1970, antes de jogo contra o Corinthians, no Morumbi, válido pela Taça de Prata (Robertão). A partida aconteceu em 11 de outubro de 1970, vitória do Corinthians por 2 a 1 (gols de Aladim e Benê para o Corinthians) e Terto para o Tricolor. Em pé, da esquerda para a direita: Adailton, Sérgio Valentim, Gilberto, Edson, Jurandir e Pablo Forlán. Agachados: Paulo, Terto, Pedro Rocha, Gérson e Paraná. Foto: Revista Grandes Clubes Brasileiros, edição especial, de 1971

Toninho Guerreiro disputa a bola com Alex durante confronto entre o São Paulo e o América-RJ no Morumbi. À direita, Badeco e Pedro Rocha. Ao fundo, Paraná. Foto: arquivo pessoal de Alex

Toninho Guerreiro disputa a bola com Alex durante confronto entre o São Paulo e o América-RJ no Morumbi. À direita, Badeco e Pedro Rocha. Ao fundo, Paraná. Foto: arquivo pessoal de Alex

A repórter Germana entrevista Pedro Rocha no estádio do Morumbi. Foto: Arquivo pessoal de Germana

Continua após a publicidade

A repórter Germana entrevista Pedro Rocha no estádio do Morumbi. Foto: Arquivo pessoal de Germana

O Palmeiras enfrentou o Alianza do Peru no Parque Antártica em 12 de abril de 1979, pela Libertadores, e venceu por 4 a 0, gols de Pedro Rocha, Rosemiro e Baroninho (dois), que entrou no lugar de Osmir. O time alviverde, em pé, da esquerda para a direita: Rosemiro, Gilmar, Polozzi, Ivo Wortmann, Marinho Peres e Pedrinho. Agachados: Amilton Rocha, Osmir, Zé Mário, Pedro Rocha e Nei. O mascote é filho de Ademir da Guia. Foto: arquivo pessoal de Zé Mário

O Palmeiras enfrentou o Alianza do Peru no Parque Antártica em 12 de abril de 1979, pela Libertadores, e venceu por 4 a 0, gols de Pedro Rocha, Rosemiro e Baroninho (dois), que entrou no lugar de Osmir. O time alviverde, em pé, da esquerda para a direita: Rosemiro, Gilmar, Polozzi, Ivo Wortmann, Marinho Peres e Pedrinho. Agachados: Amilton Rocha, Osmir, Zé Mário, Pedro Rocha e Nei. O mascote é filho de Ademir da Guia. Foto: arquivo pessoal de Zé Mário

Intervalo de jogo de Brasil e Uruguai. Djalma Santos e Pedro Rocha. Foto enviada por Roberto Saponari

Intervalo de jogo de Brasil e Uruguai. Djalma Santos e Pedro Rocha. Foto enviada por Roberto Saponari

Em 1968. Pedro Rocha, pelo Uruguai e Djalma Santos, pelo Brasil. Foto enviada por Roberto Saponari

Continua após a publicidade

Em 1968. Pedro Rocha, pelo Uruguai e Djalma Santos, pelo Brasil. Foto enviada por Roberto Saponari

Pelo Penãrol, equipe que defendeu entre 1959 e 1970 e em 12 de novembro de 2004

Pelo Penãrol, equipe que defendeu entre 1959 e 1970 e em 12 de novembro de 2004

Dois camisas 10 que marcaram na história do Palmeiras e São Paulo: Ademir da Guia e Pedro Rocha antes de clássico no Morumbi

Dois camisas 10 que marcaram na história do Palmeiras e São Paulo: Ademir da Guia e Pedro Rocha antes de clássico no Morumbi

Zito e Pedro Rocha

Continua após a publicidade

Zito e Pedro Rocha

No Choque-Rei, Pedro Rocha e Ademir da Guia posam com a mascotinha Vilma Ricci

No Choque-Rei, Pedro Rocha e Ademir da Guia posam com a mascotinha Vilma Ricci

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes