Milton Neves

Milton Neves

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

'Entrega' é um dos sintomas da terrível doença chamada pontos corridos

Reta final de Brasileirão.

E, realmente, com certa emoção, por mais que já saibamos que a taça dificilmente não irá para o Palestra Itália.

Mas, agora, quero saber dos amantes dos pontos corridos, felicíssimos com a boa disputa nos últimos jogos, se eles ainda usarão o argumento de que este terrível sistema de disputa é o "mais justo".

Afinal de contas, temos ouvido muito por aí - sempre de torcedores, é claro - pedidos e mais pedidos para que determinadas equipes entreguem resultados em alguns jogos que possam prejudicar os seus rivais.

Nesta rodada, por exemplo, temos lido e ouvido por aí muitos torcedores do Flu incentivando o time a não fazer força para ganhar do Santos, o que prejudicaria o Vasco.

Na próxima rodada, tal movimento deve se repetir, e dentro de duas torcidas tricolores.

Novamente com os apaixonados pelo Fluminense, que joga contra o Palmeiras (uma vitória carioca ajudaria o Flamengo), e com os são-paulinos, que certamente não comemorarão se o clube do Morumbi vencer o Atlético-MG, que ainda tem chances de título.

São Paulo que ainda pega o Fla na última rodada...

Pois é, meus amigos, e essas histórias de possíveis entregas e até mesmo de mala branca - ou preta - são sintomas que só existem no pior sistema de disputa do mundo: os pontos corridos.

Continua após a publicidade

No "injusto" mata-mata, é cada um por si, como SEMPRE deveria ser.

Mas, fazer o que, tem gente que parece gostar mais de pontos corridos do que de futebol...

São os maiores inimigos da bola!

Opine!

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes