PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Só um clássico ruim pode acabar em acalorado debate sobre um lateral

Luciano comemora seu gol em partida contra o Santos, no estádio Morumbi, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro 2022 - Marcello Zambrana/AGIF
Luciano comemora seu gol em partida contra o Santos, no estádio Morumbi, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro 2022 Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

02/05/2022 22h04

Só um jogo fraco, com muitos erros e poucas chances de gol - apesar da intensidade e voluntariedade - pode acabar em um debate sobre um lateral anterior a um lance de pênalti (marcado pelo VAR). Foi o que aconteceu no San-São da segundona à noite.

O São Paulo foi melhor por mais tempo e até mereceu a vitória por 2 a 1. Mas foi um daqueles jogos em que o São Paulo alternou demais, além da média, os bons e maus momentos em campo. Começou bem, fez o gol com Calleri, aí parou, piorou, voltou "louco" para o segundo tempo, dando contra ataques perigosos ao rival, diminuiu o ritmo e ganhou o pênalti de presente no fim.

Teve também mais um capítulo do "imaginem se fosse o Volpi!". Jandrei falhou feio no gol do Santos. Não vejo diferença de nível entre os dois goleiros que o São Paulo tem.

O Santos continua sem saber muito bem a que joga, ainda que claramente mostre mais competitividade agora do que há um mês. O diferente mesmo do time é Marcos Leonardo, é impressionante a diferença que ele faz. O Santos é um no Brasileiro (com ele) e outro sem ele (na Sul-Americana até agora, pois a partir da quarta rodada já poderá jogar).

O lance que definiu a vitória do São Paulo não deveria virar O assunto - mas vai, porque o jogo não ofereceu grandes coisas. Um debate de lateral que antecede um cruzamento cortado com o braço só existe aqui mesmo. É impressionante como jogadores de futebol não fazem nada para ajudar o trabalho das arbitragens - só fazem reclamar, pressionar, xingar, dificultar. Uma pena.

O "lateral da discórdia" era um lance difícil mesmo. Mas a arbitragem acertou. Melhor seria se os jogadores do Santos estivessem atentos ao lance e que Fernández não cortasse o cruzamento com o braço. A culpa do pênalti foi de quem mesmo? Do lateral? Por favor...