PUBLICIDADE
Topo

Real Madrid campeão! Rodada do título é perfeito resumo da temporada

Jogadores do Real Madrid comemoram gol de Karim Benzema diante do Villarreal em jogo do Campeonato Espanhol - Denis Doyle/Getty Images
Jogadores do Real Madrid comemoram gol de Karim Benzema diante do Villarreal em jogo do Campeonato Espanhol Imagem: Denis Doyle/Getty Images
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

16/07/2020 18h05

Resumo da notícia

  • Real Madrid vence Villarreal e conquista a Liga por antecipação
  • Time de Zidane ganhou os 10 jogos que fez pós-retorno do futebol
  • Já o Barcelona, em depressão, voltou a tropeçar

O Real Madrid confirmou nesta quinta o 34o título espanhol de sua história ao vencer o Villarreal por 2 a 1, com dois gols de Benzema. Com sete pontos de vantagem para o Barcelona e só mais uma rodada pela frente, o time de Zidane garantiu o título por antecipação.

Um título que ficou desenhado no futebol pós-pandemia. O Real Madrid chegou hoje a incríveis dez vitórias consecutivas, um feito para um time que não constrói jogo de forma tão consistente assim. Mas que tem muita eficiência e muita força mental.

Os resultados que definiram o título, no acanhado (e vazio) estádio Alfredo Di Stéfano, foram o resumo perfeito da reta final de campeonato.

O Real abriu a vantagem que precisava, fez um gol de pênalti, depois sofreu para manter a vitória na reta final - e manteve. Já o Barcelona...

Mais um tropeço, o quarto após o retorno do campeonato. Desta vez, o Barça perdeu por 2 a 1 para o Osasuna, no Camp Nou. Um resultado deprimente contra um time de meio de tabela. Quando a Liga parou, em março, o Barça estava dois pontos à frente. Está sete atrás. Os números dizem tudo.

Messi fez o gol do Barça e chegou a 23 no total. Benzema, com os dois de hoje, foi a 21 e ainda sonha com a artilharia do campeonato. Na última rodada, o Real enfrenta o Leganés, que ainda tem esperança de se manter na primeira divisão - está um ponto atrás do Celta de Vigo.

A rodada marcou novo rebaixamento para o Mallorca, que bateu e voltou na primeira divisão. O Espanyol já estava rebaixado.

O título do Real Madrid não deixa de ser surpreendente, se olharmos para a situação dos clubes um ano atrás. O Real vinha de dois campeonatos seguidos chegando em terceiro lugar, a 17 e 19 pontos do Barça, respectivamente. O Atlético de Madrid, vice-campeão nas duas temporadas anteriores e com grandes contratações, parecia ter mais chances que o Real de desafiar o time catalão. Na pré-temporada, em julho passado, o Atlético ganhou por 7 a 3 do Real em um amistoso.

Mas Zidane, sem um 11 titular fixo, foi encontrando soluções e heróis a cada rodada. O time mostrou grande eficiência defensiva, principalmente na reta final, contando com grandes jogos de Courtois e Sergio Ramos. E o Barcelona, que demitiu o técnico Valverde em janeiro, quando liderava o campeonato, se perdeu em crises extra-campo e não conseguiu aproveitar o fato de ter Messi em campo. Perdeu o clássico em março e, depois, perdeu o rumo.

Zidane conquista sua segunda Liga como técnico e vai se consolidando como um craque também fora de campo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL