PUBLICIDADE
Topo

Djalminha

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Só driblar não basta, Vinicius Junior. Mas o caminho é esse

Vinícius Junior perde chance em jogo do Real Madrid contra a Atalanta, pela Liga dos Campeões - Oscar J. Barroso / Europa Press Sports via Getty Images
Vinícius Junior perde chance em jogo do Real Madrid contra a Atalanta, pela Liga dos Campeões Imagem: Oscar J. Barroso / Europa Press Sports via Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Djalminha

Djalminha jogou no Flamengo, no Palmeiras e na seleção brasileira. Após deixar os campos, virou comentarista. Hoje, comenta futebol na ESPN Brasil e, agora, no UOL.

Colunista do UOL

17/03/2021 09h59

Nesta semana, Vinicius Junior afirmou que driblar é mais fácil para ele do que fazer gols. E ele comprovou o que disse dentro de campo, na vitória do Real Madrid sobre a Atalanta: driblou como nunca, fez uma jogada genial e participou intensamente da partida, mas como sempre perdeu gols aparentemente fáceis.

Digo aparentemente, Vinicius, porque a coisa mais difícil no futebol é fazer gol, mas o drible também não é uma das mais fáceis. Pelo contrário: o grau de dificuldade é enorme. Mas para você não é porque Deus lhe deu esse talento, e você vem aprimorando a cada dia.

Então, Vinicius, saiba que a sua estrada é longa e que você apenas está no começo, mas com uma vantagem grande em relação aos demais. Está em uma equipe rodeada de craques, o que com certeza o fará evoluir muito. Sabe e tem consciência de sua maior dificuldade, que é fazer gols. Uma coisa fundamental em qualquer atleta é saber o que precisa melhorar.

Então, meu garoto, o que você está esperando? Não tem segredo: é treinamento, repetição, praticar incansavelmente as finalizações, que sem dúvida alguma vamos ver o Vinicius que você quer ser. Nós esperamos ansiosos para que consiga e nos possa dar muito mais alegrias do que já nos proporciona, tanto no Real Madrid como na seleção brasileira. Então, vai com tudo que o caminho é esse, garoto.

Ah! Quando aprender a fazer gol não vai parar de driblar, por favor, ok?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL