PUBLICIDADE
Topo

Djalminha

Vamos driblar, Brasil!

Nelson Almeida-Pool/Getty Images
Imagem: Nelson Almeida-Pool/Getty Images
Djalminha

Djalminha jogou no Flamengo, no Palmeiras e na seleção brasileira. Após deixar os campos, virou comentarista. Hoje, comenta futebol na ESPN Brasil e, agora, no UOL.

Colunista do UOL

17/11/2020 08h47

Assistindo ao jogo entre Brasil e Venezuela, fiquei muito assustado ao ver nossos jogadores pouquíssimas vezes tentarem driblar. E no futebol de hoje todos sabemos que qualquer equipe bem arrumada taticamente, a dificuldade de penetrar nessa defesa ou romper as linhas, como se diz hoje, são grandes, e o drible é imprescindível nessa situação do jogo.

Então comecei a pensar quais seriam os motivos desse feito.

1. Ordem do Tite? Logo descartei, não imagino um treinador como ele pedir isso.

2. Os jogadores da Venezuela são excelentes marcadores no um contra um? Observei bem, esperei até o segundo tempo e também vi que esse não era o motivo. Aí comecei a me preocupar.

3. Será que eles não sabem? Já vi nos tempos de Palmeiras Gabriel Jesus tentando o drible várias vezes, Éverton Ribeiro quase toda semana estamos vendo aqui no Flamengo, Richarlison, apesar de não ser seu ponto forte, no Everton usa de sua velocidade, força e ousadia para isso. Então o que será?

4. Falta de Coragem? Não sei, mas se for isso, vamos driblar, rapaziada, sem medo de ser feliz, porque ver o jogo já foi difícil, sem drible ainda não dá.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.