PUBLICIDADE
Topo

Djalminha

Se liga neles, Tite

Tite, técnico da seleção brasileira, durante treino na Granja Comary - Lucas Figueiredo/CBF
Tite, técnico da seleção brasileira, durante treino na Granja Comary Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Djalminha

Djalminha jogou no Flamengo, no Palmeiras e na seleção brasileira. Após deixar os campos, virou comentarista. Hoje, comenta futebol na ESPN Brasil e, agora, no UOL.

Colunista do UOL

06/10/2020 08h43

Esse fim de semana vi dois times jogando e gostaria muito que a nossa seleção brasileira jogasse dessa maneira. Estou falando de Atlético-MG e Atalanta, que por coincidência não são comandados por treinadores brasileiros.

Por que cito esses dois times? Porque jogam um futebol com intensidade máxima, preocupados muito mais em atacar do que defender, mas nem por isso são vulneráveis defensivamente? Ou por terem jogadores de muita qualidade tática e técnica? Sim, poderia ser, mas não é só isso.

Um é da Europa, mas não é dos gigantes, nem mesmo em seu país, na Itália, portanto não tem poder financeiro para ter os melhores do mundo. O outro do Brasil e, apesar de ser um grande do nosso país, seu elenco também não é uma maravilha, tanto que seu treinador vive pedindo reforços.

Então qual é o segredo? É simples: seus treinadores, no caso Jorge Sampaoli e Gian Piero Gasperini, conseguem mentalizar seus jogadores para fazerem isso e principalmente trabalhar suas equipes técnica e taticamente para a execução no campo.

Então, meu recado vai para o treinador da nossa seleção. Se liga neles Tite! No Sampaoli ou no Gasperini? Claro que não. Apenas no espírito em que suas equipes têm para jogar futebol. Intenso, ofensivo, objetivo, mas que principalmente dá gosto de ver.