PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por acordo, São Paulo consegue suspender pagamento de R$ 26 milhões a Cury

Raniel quando foi apresentado no São Paulo - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Raniel quando foi apresentado no São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Diego Silva Garcia

Colunista do UOL

11/05/2022 07h52

São Paulo e André Cury pediram à Justiça que o processo que determinou o pagamento de R$ 26 milhões por parte do clube ao empresário seja suspenso por um período de 180 dias.

Segundo apurou a coluna com fontes do clube tricolor, o motivo da suspensão seria a discussão de um acordo, que pode conceder ao São Paulo o parcelamento do débito.

As conversas estão em andamento, com as partes discutindo minutas contratuais, formas de pagamento e o número de parcelas, para assim encerrar de vez a briga que começou em 2021.

O pedido de suspensão já foi acatado pelo juiz Dimitrios Varellis, da 11ª Vara Cível de São Paulo.

No fim de março, a Justiça havia dado 15 dias para o São Paulo pagar uma dívida de R$ 26 milhões com o empresário André Cury.

A decisão é relativa a cumprimento de sentença de um processo que o clube tricolor já havia sido condenado em duas instâncias.

A sentença foi do juiz Luiz Gustavo Esteves, também da 11ª Vara Cível de São Paulo. A dívida é por um empréstimo na compra do atacante Raniel, hoje no Vasco.

O valor emprestado serviu para que o time tricolor comprasse do Cruzeiro o atacante Raniel. Os recursos para o pagamento ao clube mineiro saíram da conta de Cury.

No dia 8 de julho de 2019, Cury depositou R$ 13,7 milhões na conta do São Paulo.