PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Corinthians tenta reduzir IR de dívida com volante que atuou 10 minutos

Jean fez apenas dois jogos pelo Corinthians  - Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians
Jean fez apenas dois jogos pelo Corinthians Imagem: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians
Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

23/09/2021 04h00

O Corinthians entrou com um pedido de embargos à execução para se defender de um processo do volante Jean, que atuou apenas 10 minutos pelo clube em 2016 e cobra cerca de R$ 830 mil na Justiça. O clube tenta reduzir impostos para pagar quase 30% a menos ao atleta.

Na alegação do clube, a cobrança está sendo feita em excesso, pois o Corinthians entende que o contrato com o atleta tinha cláusulas que previam que o valor a ser pago ao jogador era bruto, devendo ser feito o desconto de imposto de renda na pessoa física.

Com isso, o Corinthians tenta deduzir o percentual de 27,5% da dívida, o que a deixaria em torno de R$ 600 mil. Assim, o clube reconhece que existe um valor a ser pago ao jogador, mas entende ser devida apenas essa quantia.

A defesa do Corinthians não foi bem aceita pelos advogado de Jean, que alegaram má-fé da parte do clube na hora de expor os detalhes do contrato. O volante afirma que o documento foi substituído por um termo assinado pelo Alvinegro após o clube não arcar com suas obrigações.

Ocorre que a dívida é referente à aquisição dos direitos econômicos do atleta, ainda em 2016. No ano passado, Corinthians e Jean firmaram um acordo em que o clube se comprometeu a pagar R$ 650 mil em seis parcelas, o que não foi cumprido.

Dessa forma, os representantes de Jean na ação querem que o Corinthians seja multado por "ato atentatório à dignidade da Justiça ou litigância de má-fé" e defendem que o valor original de R$ 830 mil deve ser desembolsado pelo time alvinegro.

Jean chegou ao Corinthians em 2016 após se destacar pelo Paraná na Série B. No clube paulista, entrou em campo em apenas duas partidas, somando 10 minutos. Sem espaço em Itaquera, o meio-campista foi emprestado ao Vasco, Botafogo e Vitória, sem destaque.