PUBLICIDADE
Topo

Diego Garcia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Palmeiras fez acordo por dívida com agente que levou Neymar ao Barça

Diego Garcia

Repórter desde 2010, passou por Folha de S. Paulo, ESPN, Terra e Placar. Ganhou dois prêmios Aceesp (2014 e 2016) e foi indicado aos prêmios Comunique-se (2019), República (2017, 2018 e 2021), Folha (2018 e 2019) e Fenacor (2020). Cobriu Copa do Mundo, Olimpíadas, Mundial de Clubes e outros grandes eventos. Contato: garciadiegosilva@gmail.com

Colunista do UOL

22/07/2021 04h00

O Palmeiras fechou um acordo com a Link Assessoria Esportiva para o pagamento de R$ 880 mil pela comissão da venda do zagueiro Henrique ao Napoli, ocorrida em 2014, por 3,8 milhões de euros.

A Link é de propriedade do empresário André Cury, que representava o Barcelona e tem histórico de negociações com o Palmeiras e outros clubes brasileiros. Ele participou, por exemplo, da ida de Neymar ao time catalão, em 2013.

A empresa cobrava o clube na Justiça desde o fim de 2019. O pedido inicial era de R$ 444 mil, mas o processo sofreu suspensões de prazo durante a pandemia, o que adiou o desfecho e, consequentemente, aumentou o valor do pedido.

Assim, o clube selou um acordo com a Link para desembolsar R$ 800 mil à empresa, mais R$ 80 mil aos seus donos, com o pagamento podendo ser feito até agosto deste ano.

A empresa fazia a cobrança de uma última parcela de 70 mil euros na venda do jogador, mais uma multa de 70 mil euros, ambos com cotação de 2015.

Segundo documentos presentes na ação, o Palmeiras cedeu 20% dos direitos do jogador à empresa, ainda em 2012, quando essa prática era permitida - hoje, a Fifa veta a cessão de direitos econômicos para terceiros.

Depois do Napoli, Henrique defendeu Fluminense, Corinthians, Al-Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes, e Belenenses, de Portugal.