Alicia Klein

Alicia Klein

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Líder quando importou, Palmeiras é bi, tem doze e DNA de campeão

Aos 37 minutos do segundo tempo da 31ª rodada estava 3 a 1 para o Botafogo, 9 pontos atrás e Tiquinho Soares na marca da cal. O resto é história.

Uma dúzia de títulos.

O Palmeiras tem doze e é bi. Conquistou hoje, sobre o Cruzeiro (mas na verdade sobre Galo, Flamengo, Grêmio e Botafogo), seu quarto Brasileiro em oito anos.

Líder por cinco rodadas. As cinco rodadas que importavam.

Oito vitórias nos últimos onze jogos. Incluindo três goleadas: (5 a 0 no São Paulo, 3 a 0 no Inter e 4 a 0 no América-MG), que garantiram a tranquilidade extra no saldo de gols. Sem falar na virada extraordinária sobre o Botafogo.

Ah, não é o melhor Palmeiras da era Abel. E o que isso importa? O clube termina com o maior número de pontos, mais gols marcados e a terceira defesa menos vazada do campeonato.

Um campeonato que era improvável para todos que não fossem o Botafogo. E que se tornou o campeonato do mais consistente, diante da desintegração do alvinegro — que não venceu nenhuma das últimas onze partidas.

Caiu no colo de todo mundo. Ganhou o que nunca saiu do topo da tabela. Aquele que, na hora em que a porca torce o rabo, mostra porque venceu tantos títulos em três anos. Força mental, tática e física. O pacote completo. Mesmo quando não é tudo que poderia ser.

Um time vencedor. Na essência. Que de fato é campeão.

Continua após a publicidade

Ninguém duvida que a torcida palmeirense aprendeu a amar Abel. Oxalá tenha aprendido também a lição do professor: desfrutar os dias de glória. Que, convenhamos, têm sido muitos.

Siga Alicia Klein no Instagram e no Twitter

Leia todas as colunas da Alicia aqui

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferentemente do que foi informado, o Palmeiras não foi a segunda defesa menos vazada do Brasileirão, foi a terceira. O erro já foi corrigido.
  • Diferentemente do que foi informado, o Palmeiras não foi o time com mais vitórias no Brasileirão, mas sim o Grêmio. O erro foi corrigido.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes