Alicia Klein

Alicia Klein

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Palmeiras abre caminho com goleada, passeio do Galo e sina do Botafogo

Só um minuto, que ainda estou processando o que aconteceu no Couto Pereira.

Enfim?

Na noite das goleadas, quem vai dormir mais feliz é o Palmeiras. E mais perplexo, o Botafogo.

Abriu o placar contra o Coritiba com gol de pênalti de Tiquinho Soares, aos 52 do segundo tempo. Aos 54, no repeteco de um roteiro que desafia a ficção, tomou o empate. De novo. De um time rebaixado. Completando nove partidas sem vitória.

Depois do 3 a 0 irrefutável do Galo sobre o Flamengo e o gol de Endrick com menos de dois minutos, o Palmeiras sofreu pouco nesta quarta. Diante do pior time do campeonato, teve apenas dois sustos.

Primeiro, a agressão do goleiro Jori a Rony, que literalmente foi parar no hospital. Para Wilton Pereira Sampaio e seu VAR, nada a marcar. E, já no final, a saída de Endrick, sentindo a coxa.

No mais, um 4 a 0 tranquilo, dentro de casa, suave. Teve direito até a dois gols de Flaco López em 5 minutos (ele tem apenas 10 em mais de 50 partidas pelo clube).

O Alviverde fechará os olhos hoje na certeza de abrir impensáveis três pontos na liderança, de poder até, em um cenário ideal, ser campeão já no final de semana. Quatro pontos bastam para garantir o título.

Felipão ressuscitou o Atlético-MG. O Botafogo derreteu sozinho. O Flamengo tomou gol demais. E tudo indica que a temporada do Palmeiras pode não ter acabado na eliminação contra o Boca, na Libertadores.

Continua após a publicidade

Que noite. Como vocês aguentam torcer para esse esporte?

Siga Alicia Klein no Instagram e no Twitter

Leia todas as colunas da Alicia aqui

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes