PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Timberwolves protestam após jovem negro ser morto por policial em Minnesota

Jordan McLaughlin, Ricky Rubio e Jake Layman do Minnesota Timberwolves pedem justiça após morte de Daunte Wright - David Berding/Getty Images
Jordan McLaughlin, Ricky Rubio e Jake Layman do Minnesota Timberwolves pedem justiça após morte de Daunte Wright Imagem: David Berding/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

14/04/2021 10h32

Os atletas do Minnesota Timberwolves fizeram minuto de silêncio e protestaram antes da partida de ontem, contra o Brooklyn Nets, pela NBA. Os jogadores pediram justiça por Daunte Wright, jovem de 20 anos morto por um policial em Minnesota, no estado americano de Minneapolis.

Wright foi morto a tiros durante uma abordagem policial, a poucos quilômetros de onde George Floyd foi morto, no ano passado. A morte reacendeu os protestos na cidade, que registrou confronto entre manifestantes e policiais.

A partida estava originalmente marcada para a segunda-feira (12), mas por causa da onda de protestos na cidade, foi adiada para ontem. Os atletas entraram em quadra com camisas com a mensagem: "com liberdade e justiça para todos".

Também antes da partida, o clube explicou que as redes sociais teriam uma atividade atípica para focar nas mensagens sobre a morte de Wright.

"Temos um jogo de basquete hoje. Não iremos postar nosso conteúdo usual. Justiça para Daunte Wright", diz o post.

O perfil oficial da NBA também repercutiu o protesto dos atletas. Uma mensagem foi deixada no telão durante alguns minutos: "Os Timberwolves e os Nets homenageiam a vida e a memória de Daunte Wright com um momento de silêncio".

Basquete