PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Viúva de Kobe desabafa: 'Não posso dizer que sou forte todos os dias'

Kobe Bryant e Vanessa Bryant, em uma das últimas aparições públicas do casal - Stefanie Keenan/Getty Images for Baby2Baby
Kobe Bryant e Vanessa Bryant, em uma das últimas aparições públicas do casal Imagem: Stefanie Keenan/Getty Images for Baby2Baby

Do UOL, em São Paulo

03/03/2021 19h15

Vanessa Bryant está se dedicando ao legado de Kobe Bryant, morto em um trágico acidente aéreo em janeiro de 2020 ao lado da filha, Gianna, de 13 anos. Em entrevista à revista 'People', ela admitiu viver entre altos e baixos 14 meses após a morte do marido. "Não posso dizer que sou forte todos os dias. Não posso dizer que não haja dias em que eu não consiga sobreviver no próximo", disse.

Além de Gianna, Vanessa e Kobe eram pais de Natalia, 18, Bianka, 4 e Capri, 1. Ela agora é a responsável pelos projetos iniciados pelo astro da NBA no Granity Studios, empresa multimídia criada por Kobe. Vanessa também está à frente da Mamba & Mambacita Sports Foundation, organização sem fins lucrativos criada para empoderar meninas e oferecer oportunidades igualitárias para atletas carentes, posição defendida pelo ex-jogador. O luto, porém, ainda faz parte do dia a dia da família.

"Essa dor é inimaginável, mas você só precisa seguir em frente. Deitar na cama chorando não vai mudar o fato de que minha família nunca mais será a mesma. Sair da cama e seguir em frente vai tornar o dia melhor para minhas meninas e para mim, então é o que eu faço", completou.

As homenagens ao marido e à filha são uma forma de lidar com a perda. "Acho que a melhor maneira de descrever isso é que Kobe e Gigi me motivam a continuar. Eles me inspiram a me esforçar mais e a ser melhor a cada dia. O amor é incondicional e eles me motivam de muitas maneiras diferentes", disse.

Ela se mostrou grata por todas as homenagens feitas a Kobe e Gianna desde o acidente."As demonstrações de amor e apoio são muito significativas para mim. Não acho que seria tão forte sem as orações de todos e vibrações positivas colocadas no nosso caminho. Eu realmente quero abraçar a todos que oraram por mim e pela minha família", finalizou.

Basquete