PUBLICIDADE
Topo

Manuela D'Ávila informa ao PT que desistiu de ser candidata ao Senado

Manuela D"Ávila  - Reprodução
Manuela D'Ávila Imagem: Reprodução

Weudson Ribeiro

Colaboração para o UOL, em Brasília

27/05/2022 18h31

A ex-deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB) informou hoje ao PT que desistiu de concorrer a uma vaga ao Senado pelo Rio Grande do Sul. No comunicado, feito ao partido, ela afirmou ser vítima de violência política e disse temer pela segurança de sua família, que, segundo ela, tem sido alvo de ameaças e perseguição por parte de bolsonaristas.

O convite para disputar ao posto foi feito em março pelo pré-candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Edegar Pretto. "Tenho muito orgulho em ter articulado a campanha de Manuela em 2020, como nossa candidata a prefeita de Porto Alegre, e também por tudo que ela representa na política", afirmou o político ao UOL.

"Tenho certeza de que terei a Manuela ao meu lado na nossa campanha, para mudarmos esse momento crítico no Rio Grande do Sul e no Brasil", disse.

No Estado, ela aparece tecnicamente empatada com o vice-presidente Hamilton Mourão e Ana Amélia (PSD) na disputa, segundo levantamento Paraná Pesquisas realizado de 15 a 20 de maio. Mourão aparece com 22,7% das intenções de voto, contra 20,5% de Manuela e 20,4% de Ana Amélia. A margem de erro da sondagem é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.