PUBLICIDADE
Topo

Siglas da 3ª via dizem que definirão nome único a presidente dia 18 de maio

Sergio Moro, Simone Tebet, João Doria e Eduardo Leite são possibilidades para a terceira via nas eleições - Reprodução e divulgação
Sergio Moro, Simone Tebet, João Doria e Eduardo Leite são possibilidades para a terceira via nas eleições Imagem: Reprodução e divulgação

Do UOL, em São Paulo

06/04/2022 17h39Atualizada em 06/04/2022 18h14

Os presidentes dos partidos União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania informaram que irão anunciar um nome único, em 18 de maio, para representar a terceira via nas eleições para a Presidência nas eleições deste ano.

Por enquanto os presidenciáveis destes partidos podem ser o ex-ministro Sergio Moro, recém-filiado ao União Brasil e com futuro incerto sobre qual cargo irá concorrer; a senadora Simone Tebet (MDB); e o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB).

Apesar de Doria ter sido definido como pré-candidato à Presidência de seu partido por prévias eleitorais no fim de 2021, forças do PSDB desejam que o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite represente a sigla nas urnas em outubro.

Sergio Moro era pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo Podemos, mas ao trocar de filiação causou mal-estar no novo partido por querer concorrer à Presidência e receber resistência do União Brasil.

A terceira via é o nome dado a uma tentativa de eleger um candidato além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL).

Pesquisas de intenção de voto

A interpretação dos partidos que procuram um nome de consenso é de que a melhor chance de uma terceira via vingar nas urnas seria se unificada.

O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, poderia ser uma possibilidade para somar votos de eleitores descontentes com Lula e Bolsonaro, porém demonstra não ter interesse na opção.

"Terceira via são as viúvas do Bolsonaro e eu não tenho nada a ver com isso", falou Ciro.

Pesquisa Ipespe contratada pela XP Investimentos e divulgada hoje aponta Lula à frente da corrida presidencial com 44% das intenções de voto na pesquisa estimulada —quando é apresentada a lista de nomes dos pré-candidatos. Bolsonaro, que busca a reeleição, aparece em segundo lugar, com 30%.

Ciro vem na sequência, com 9% das intenções de voto. Ele empata tecnicamente, dentro da margem de erro que é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), que somou 3%.