PUBLICIDADE
Topo

Julie Dorrico

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Embaixada dos EUA oferece ensino de inglês para indígenas da Amazônia Legal

Programa já beneficiou 3 mil participantes desde seu início em 2008 - Reprodução
Programa já beneficiou 3 mil participantes desde seu início em 2008 Imagem: Reprodução
Julie Dorrico

Julie Dorrico é doutora em teoria da literatura na PUC-RS. Autora da obra "Eu sou macuxi e outras histórias" (Caos e Letras, 2019) que venceu o 1º Lugar no Concurso Tamoios de Novos Escritores Indígenas, promovido pelo Instituto UK'A e Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ, 2019). Descendente do povo macuxi (Roraima). Organizadora da Coleção Memórias Ancestrais, obras de autoria indígena, pela Editora Tekoha (2021). Este é um espaço-terreno para reflorestar simbolicamente a educação brasileira. Buscando fortalecer o uso da lei 11.645/2008 que tornou obrigatório o ensino das culturas e histórias afro e indígenas em todo currículo escolar, esta coluna busca compartilhar iniciativas, projetos e temas indígenas que possam fortalecer a educação étnico-racial no país.

29/06/2022 06h00

O Acess Amazon é uma iniciativa derivada da parceria entre a Embaixada e o Consulado dos Estados Unidos e o Grupo +Unidos, com apoio estratégico da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA). O programa está oferecendo uma jornada de mais de 200 horas de ensino de inglês para jovens indígenas, ribeirinhos e quilombolas, mais ativistas e acadêmicos da região da Amazônia Legal.

O programa Access é oferecido em mais de 86 países. No Brasil, já beneficiou mais de 3 mil participantes desde seu início em 2008. Access Amazon procura valorizar os jovens ativistas da Amazônia Legal procurando capacitá-los para a comunicação e defesa de seus territórios físicos e simbólicos.

Novo currículo

Em 2022, o programa contará com um novo currículo desenvolvido especialmente para o projeto, focado em questões ambientais e de sustentabilidade, identidade e representação midiática. A iniciativa tem como proposta promover espaços para agregar valor à carreira e auxiliar no desenvolvimento profissional com foco em causas ambientais.

Durante os encontros virtuais, os participantes vivenciarão o idioma enquanto compartilham suas experiências e práticas em relação ao meio ambiente e questões da Amazônia, seus povos e culturas.

"Com um melhor domínio do inglês, eles poderão advogar em causa própria e por suas comunidades em um nível internacional, além de estar melhor preparados para oportunidades em que o idioma é pré-requisito", ressalta a diretora do Escritório Regional de Língua Inglesa Maria Snarski.

Requisitos para a inscrição no Access Amazon

As inscrições estão abertas até 25 de julho, para 140 indígenas, de 18 a 35 anos, residentes nos estados da Amazônia Legal. Os requisitos para concorrer às vagas são: ser indígena (haverá prioridade para residentes no território da Amazônia Legal); ser ativista e/ou acadêmico da causa amazônica; ser ribeirinho ou quilombola; ter disponibilidade e comprometimento para um programa de inglês intensivo, em caráter virtual, de agosto de 2022 a junho de 2023.

Você pode se inscrever de forma gratuita e online. Para mais informações, acesse o site do Access Amazon.