PUBLICIDADE
Topo

Julie Dorrico

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Participe do 18º Encontro de Escritores Indígenas

O escritor Daniel Mundukuru será homenageado com um painel sobre os 25 anos de carreira - Divulgação
O escritor Daniel Mundukuru será homenageado com um painel sobre os 25 anos de carreira Imagem: Divulgação
Julie Dorrico

Julie Dorrico é doutora em teoria da literatura na PUC-RS. Autora da obra "Eu sou macuxi e outras histórias" (Caos e Letras, 2019) que venceu o 1º Lugar no Concurso Tamoios de Novos Escritores Indígenas, promovido pelo Instituto UK'A e Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ, 2019). Descendente do povo macuxi (Roraima). Organizadora da Coleção Memórias Ancestrais, obras de autoria indígena, pela Editora Tekoha (2021). Este é um espaço-terreno para reflorestar simbolicamente a educação brasileira. Buscando fortalecer o uso da lei 11.645/2008 que tornou obrigatório o ensino das culturas e histórias afro e indígenas em todo currículo escolar, esta coluna busca compartilhar iniciativas, projetos e temas indígenas que possam fortalecer a educação étnico-racial no país.

22/09/2021 06h00

O 23º Seminário da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) Bartolomeu Campos de Queirós é um dos maiores eventos existentes no país. Neste ano será realizado em edição virtual devido ao contexto da pandemia da covid-19. Propõe a discussão sobre o importante e necessário elo entre literatura infantojuvenil e sustentabilidade para o diálogo com crianças e jovens sobre a vida no planeta, como informa o evento.

Dentro da programação da FNLIJ desse ano, com a temática "2030: Infância, Literatura, Sustentabilidade", será realizado o 18º Encontro de Escritores Indígenas. Nesse sentido, é importante observar que se trata de um evento literário em geral com participação de escritores indígenas, como Daniel Munduruku, Auritha Tabajara, Ailton Krenak; e não indígenas, como Ziraldo, Mauricio Negro, Ana Maria Machado, entre outros que versam sobre a literatura infantojuvenil no Brasil.

Quando ocorre e como participar

O evento acontece entre os dias 20 e 25 de setembro de 2021. Para participar é preciso fazer a inscrição paga no site do 23º Seminário FNLIJ Bartolomeu Campos de Queirós e 18º Encontro de Escritores Indígenas "2030 - Infância, Literatura, Sustentabilidade ''. Os inscritos terão acesso às transmissões ao vivo, e após a realização do evento, poderão acessar os vídeos na plataforma do Even3. Em ambos os casos, é preciso assistir os vídeos para garantir o certificado.

Concurso Tamoios e Curumim: duas difusões da literatura indígena desde 2004

Durante a programação serão premiados os vencedores dos concursos Tamoios, em sua 17º Edição de Textos de Escritores Indígenas FNLIJ/UKA (2021) e o Curumim de Leitura de Obras de Escritores Indígenas FNLIJ/UKA (2021). Ambos são realizados desde 2004 em parceria com o escritor Daniel Munduruku.

O Tamoios incentiva sujeitos indígenas a adentrarem a carreira literária para ajudar no fortalecimento da literatura indígena no país. Neste ano foram três os escritores ganhadores: em 1º lugar, o autor Celino Alexandre Raposo, pertencente ao povo Macuxi, de Boa Vista (RR) com o texto "Kasipirau e o fim do mundo"; em 2º, a autora Joselita Maximino da Silva, também Macuxi, de Normandia (RR), com o texto "As extraordinárias lendas macuxis" e em 3º lugar, a autora Bruna dos Santos Almeida, pertencente ao povo Karipuna, de Oiapoque (AP), com "A jovem guerreira Warukamã".

Já em Curumim — concurso que de igual modo fomenta o trabalho de educadores na sala de aula a partir da Lei 11.645/2008 —, os vencedores dessa edição foram: em 1º lugar, Josenéia Silva Costa, de Salvador (BA), com "Existência e resistência: a literatura indígena em sala de aula" e em 2º lugar, Claudia Leite Brandão, de Primavera do Leste (MT) com o projeto "Os indígenas que estão aqui e acolá".

Programação completa

Em destaque, a participação dos escritores indígenas:

Segunda-feira, 20 de setembro

18h30 às 18h45 | Abertura

Júlio César da Silva - FNLIJ Presidente Interino, Daniel Munduruku - Instituto UKA e Elizabeth Serra - FNLIJ Secretária Geral

18h45 às 19h15 | Clube de Leitura/Brasil/ONU: Os realizadores

Roberta Caldo - Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) Assessora de Comunicação, Karine Pansa - Câmara Brasileira do Livro, Diretoria, Adriana Ferrari - Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições, Vice-presidenta e Elizabeth Serra - FNLIJ Secretária-geral

19h15 às 21h | Agenda 2030: Infância, Literatura, Sustentabilidade

Encontro com Ailton Krenak - Pensador indígena e ambientalista, Ana Maria Machado - Escritora, Prêmio HCA/IBBY 2000, membro da Academia Brasileira de Letras e Roger Mello - Ilustrador e escritor, Prêmio HCA/IBBY 2014. Apresentação: Daniel Munduruku - Escritor

Terça-feira (21)

10h às 12h | Posso ser quem você é sem deixar de ser o que eu sou

Os povos indígenas são nossos contemporâneos. Assim sendo podem usufruir da tecnologia e dos novos meios de comunicação e das novas linguagens para defender seu pertencimento a um mundo em constante transformação. Eliane Potiguara, Marcos Terena, Almir Suruí e Telma Tremembé. Mediação: Edson Krenak

15h às 17h | Prêmios FNLIJ 2021/Produção 2020

Prêmio FNLIJ Ofélia Fontes - O Melhor Livro para Criança, Prêmio FNLIJ Orígenes Lessa - O Melhor Livro para Criança para Jovem, Prêmio FNLIJ Odylo Costa, filho O Melhor Livro para Criança de Poesia. Apresentação: Patrícia Corsino - Professora da UFRJ e leitora-votante da FNLIJ-RJ, Vanessa Camasmie - Professora do Colégio Pedro II Campus Humaitá e Vera Aguiar - Professora Titular, aposentada, PUC-RS e leitora-votante FNLIJ-RS

19h às 21h | Literatura e ODS - Clube de Leitura/ONU/Brasil Seleção FNLIJ: Reflexões sobre as fronteiras entre estética e ética na literatura infantil

Apresentação: Grupo FNLIJ para a seleção Clube de Leitura/ODS, Alice Áurea Penteado Martha - Universidade Estadual de Maringá e leitora-votante FNLIJ-PR, Ana Crélia Dias - Professora UFRJ e leitora-votante FNLIJ-RJ e Raquel Souza - Professora Colégio Pedro II e leitora-votante FNLIJ-RJ.

Quarta-feira (22)

10h às 12h | Ana Maria Machado: 80 anos

Apresentação: Susana Ventura - Escritora. Convidadas: Elizabeth Teixeira - Ilustradora e Lenice Bueno - Editora. Com a presença de Ana Maria Machado.

12h45 às 14h | Ziraldo, o menino do rio Doce

Apresentação: Adriana Lins - Designer e diretora do Instituto Ziraldo e Roger Mello - Ilustrador e escritor, Prêmio HCA/IBBY 2014

15h às 17h | Deixar que o outro seja: a literatura como prática de liberdade

Educar para a liberdade é criar cidadãos conscientes de seu papel transformador. A leitura literária sempre foi um importante portal para a formação da consciência crítica e participativa. A literatura de origem indígena se apresenta como um molde novo de olhares para a diversidade cultural e linguística para nossa gente brasileira. Convidados: Edson Kayapó, Kanátyo Pataxó e Catarina Tupi-Guarani. Mediação: Aline Pachamama.

19h às 21h - Catando piolhos, contando histórias: a literatura como aconchego

Para que a leitura cumpra seu papel, precisa ser acolhedora, amorosa, afetiva. Conquistar os pequenos leitores é condição essencial para o nascimento de uma nova sociedade eivada de novos sentidos e novos valores. Convidados: Lúcia Tucuju, Roni Wasiry, Márcia Kambeba e Tiago Hakiy. Mediação: Cristino Wapichana.

Quinta-feira (23)

10h às 12h | Literatura e ODS - Clube de Leitura/ONU/Brasil - Seleção FNLIJ: A literatura e os eixos temáticos: os desafios da seleção

Apresentação: Grupo FNLIJ para a seleção Clube de Leitura/ODS. Maria das Graças Monteiro - Professora UFG e leitora-votante FNLIJ-GO, Cybelle Saffa - Professora e tradutora, grupo de leitores-votantes FNLIJ Barca do Livro, Florianópolis-SC e

Maria Laura Pozzobon Spengler - Professora UDESC e leitora-votante FNLIJ-SC.

15h às 17h - Nosso futuro ancestral - o passado como impulsionador da história

O passado não é uma prisão. Ao contrário, é a garantia de impulsionamento para o tempo novo que nos aguarda. Valorizar a memória gera pertencimento e compromisso com o nosso tempo. Somente o respeito ao passado nos dará passagem para o povo novo que podemos ser. Convidados: Ytanajé Cardoso, Julie Dorrico e Olívio Jekupé. Mediação: Eva Potiguar.

19h às 21h - Marina Colasanti e Nelson Cruz: Candidatos FNLIJ ao Prêmio Hans Christian Andersen IBBY-2022

Apresentação: Fabíola Farias - Pesquisadora do campo da leitura e biblioteca, e leitora-votante FNLIJ-MG. Com a presença de Marina Colasanti - Escritora e Nelson Cruz - Ilustrador.

Sexta-feira (24)

10h às 12h | A palavra sagrada - poesia como eco das origens

Nossos ancestrais dizem que a palavra tem alma. Ela dita como potência, fará eco na construção de novas pontes para o respeito e a tolerância. Convidados: Auritha Tabajara, Ademário Payayá e Irineu Terena Yaguarê Yamã. Mediação: Aline Kayapó.

15h às 17h | Literatura e mercado editorial: protagonismo ancestral

A literatura é também um produto que pode ser comercializado. A realidade se impõe e nossas vozes precisam ser expressadas seja pela acolhida do mercado editorial hegemônico, seja pelo protagonismo de nossas iniciativas que permitirão acesso aos saberes a partir de um olhar específico. Convidados: Daniel Munduruku (Uka Editorial) e Juvenal Payayá (Editor). Mediação: Denilson Baniwa.

17h45 às 18h30 | Sextas com Greta pelo Futuro

Apresentação: Annete Baldi - Editora e Nilvo Silva - Consultor em Meio Ambiente

19h às 21h | Bartolomeu: um autor visionário

Coordenação Nilma Lacerda - Escritora e Professora da UFF e Margareth Mattos - Pesquisadora da UFF e leitora-votante FNLIJ-RJ. Apresentação Grupo de pesquisa LeLis - UFF: Grupo de pesquisa ligado ao Programa de Extensão Alfabetização e Leitura | PROALE - UFF: Bettina Zellner Grieco, Dayane Cabral Leite, Eneide Lima de Mesquita, Guilherme Semionato, Inez Helena Muniz Garcia e Maria Beatriz Rezende.

Sábado (25)

10h às 12h | A seleção da FNLIJ para a Bienal de Bratislava 2021

Apresentação Graça Lima - Ilustradora, Professora UFRJ - colaboradora FNLIJ para a BIB Convidados: Luciano Feijão - Ilustrador e Marilda Castanha - Ilustradora.

15h às 17h | Daniel Munduruku - 25 anos de carreira

Apresentação: Ninfa Parreira - Escritora. Convidados: Alcione Pauli - Professora e pesquisadora, Camile Mendrot - Editora, Heloisa Prieto - Escritora e Maurício Negro - Ilustrador. Com a presença de Daniel Munduruku.

19h às 20h45 | Sarau das vozes ancestrais

A literatura indígena é composta de muitas vozes que se expressam por todo nosso corpo. Hoje escrita, traz consigo as vozes ancestrais que reverberam no canto, dança, grafismo, vídeos nos ensinando que há ainda muito de escuta que devemos fazer para construir o novo mundo novo.

20h45 - Encerramento

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL