PUBLICIDADE
Topo

Volkswagen Gol: por que hatch ganhou mais um ano de vida antes do adeus

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

08/11/2021 04h00

A Volkswagen anunciou na última sexta-feira, 5, um investimento de R$ 7 bilhões de reais até 2026 para colocar no mercado novos modelos baseados na plataforma modular MQB.

Ao renovar toda sua gama, após a saída de up! e Fox de linha, restaram apenas os modelos derivados do Gol, o sedã Voyage e a picape compacta Saveiro, e o próprio hatch como produtos antigos - os três produzidos em cima da plataforma PQ24.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Durante o anúncio, o CEO da VW do Brasil e América do Sul, Pablo Di Si, confirmou que "o gol ainda será mantido em linha em 2022", ou seja, diferentemente do especulado, o hatch e seus derivados ganharam mais um ano de sobrevida no mercado.

Se o nome continuará existindo ou não, ainda é algo que está sendo discutido, mas é certo que as boas vendas as quais o carro ainda representa entraram na conta de garantir que o carro ainda tem serventia, mesmo com uma última grande mudança em 2008.

Em 2020, o modelo havia registrado boas vendas, se comparado aos outros modelos que saíram de linha. É evidente que boa parte era dedicada às vendas diretas, como locadoras, por exemplo, mas ainda assim é um bom negócio para a marca.

Apesar disso, o tempo do hatch e seus familiares é contado e limitado: durante a coletiva, Di Si falou "alguns carros não vão atender as novas regras e vamos que ter lidar com isso [enquanto mercado]".

O executivo falou sobre isso por causa das mudanças de regras de emissões e ruídos e de consumo, que são legisladas por meio do Proconve L7 e o Rota 2030, respectivamente.

Se Fox e up! não justificaram a manutenção por mais um ano, a VW sabe que não pode simplesmente abrir mão das vendas que o Gol e seus derivados ainda registram até a chegada dos novos produtos a partir de 2023, sendo que antes vem o Polo Track.

Motor de Gol, Voyage e Saveiro morre em 2022

A família Gol hoje está equipada com três motores diferentes. As versões de entrada contam com o 1.0 três cilindros, as intermediárias com o 1.6 MSI EA111 (até 104 cv) e as de topo ou com câmbio automático com o 1.6 MSI EA211 (até 120 cv).

A diferença entre os dois motores 1.6 é que o primeiro é mais antigo e apenas com 8 válvulas, enquanto o segundo, mais moderno, usa um cabeçote de 16 válvulas e também equipa Polo e Virtus.

Fontes confirmam que o motor 1.6 EA111 será descontinuado ao final do ano com as mudanças nas regras de emissões do Proconve L7.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros