PUBLICIDADE
Topo

Hyundai Creta 2022 é apresentado; veja preços e primeiras impressões

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

25/08/2021 11h04

Depois de flagras, teasers e uma pré-revelação no final da tarde de ontem, a Hyundai divulgou oficialmente a chegada da segunda geração do Creta, seu SUV compacto.

O modelo feito em Piracicaba (SP) começa a chegar às lojas na segunda metade de setembro, para abastecer toda a rede do País de uma vez, com pré-venda a partir de hoje (25) e preços que partem de R$ 107.490.

Preços

  • Creta 1.0 turboflex Comfort: R$ 107.490
  • Creta 1.0 turboflex Limited: R$ 120.490
  • Creta 1.0 turboflex Platinum: R$ 135.490
  • Creta 2.0 Ultimate: R$ 146.990

O visual polêmico da versão indiana foi melhorado para o Brasil, onde o centro de design da Hyundai fez uma pequena e sutil mudança na grade para deixá-lo mais ao gosto do cliente local.

Apesar de utilizar a mesma plataforma, o Creta 2022 cresceu 2 cm no entre-eixos, indo a 2,61 m, 1 cm no comprimento e na largura (4,30 m e 1,79 m) e mantendo os 1,63 m de altura.

O porta-malas que tinha 431 litros foi reduzido para 422 litros - 9 litros a menos - que, segundo a Hyundai foram alterados devido a mudanças na tampa do compartimento de carga.

Oferecido em quatro versões, sendo três equipadas com o motor 1.0 turbo de três cilindros e flex que já estava na linha HB20, e uma com com o motor 2.0 já conhecido do Creta, mas agora com algumas melhorias. Em todas as versões, o Creta conta com câmbio automático de seis velocidades.

Motores

O motor 1.0 turbo é exatamente o mesmo encontrado no HB20. São três cilindros, com comando duplo e variável de válvulas, que rende 120 cv a 6.000 rpm e 17,5 mkgf a 1.500 rpm, seja com etanol ou gasolina.

Já o quatro cilindros, naturalmente aspirado, de 2 litros e flex recebeu melhorias. O propulsor teve alteração de componentes e de lubrificante para reduzir o atrito interno entre as peças. Com isso, a potência e o torque agora são de 167 cv e 20,6 mkgf com etanol e 157,3 cv e 19,2 mkgf com gasolina. Antes, ele rendia 166 cv/156 cv e 20,5 e 19,1 mkgf.

Interior Hyundai Creta Comfort 2022 - Divulgação - Divulgação
Interior Hyundai Creta Comfort 2022
Imagem: Divulgação

Comfort 1.0 turbo

Desde a versão de entrada, Comfort 1.0 turbo, o novo Creta 2022 traz seis airbags, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, freio a disco nas quatro rodas, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, faróis halógenos, luzes diurnas de LEDs, central multimídia de 8", câmera de ré, controle e limitador de velocidade (piloto automático), ajuste de altura e distância do volante, vidros elétricos e rodas de liga leve de 16".

Interior Hyundai Creta Limited 2022 - Divulgação - Divulgação
Interior Hyundai Creta Limited 2022
Imagem: Divulgação

Limited 1.0 turbo

A versão intermediária com motor 1.0 turbo adiciona ao pacote da Comfort rodas de liga leve de 17", faróis de neblina, espelhos retrovisores rebatíveis eletricamente, carregador de celular por indução, sensor de estacionamento traseiro, ar-condicionado automático e digital, chave presencial com partida por botão, volante revestido de couro, saídas de ar no banco traseiro e aletas para trocas de marchas atrás do volante.

O pacote fica completo com o sistema Bluelink, lançado no HB20. Ele permite controlar uma série de funções por meio de um aplicativo no smartphone, como abrir ou fechar o carro e dar partida para acionar a climatização. O sistema ainda adiciona capacidade de rastreamento do carro, se necessário.

Interior Hyundai Creta Platinum 2022 - Divulgação - Divulgação
Interior Hyundai Creta Platinum 2022
Imagem: Divulgação

Platinum 1.0 turbo

Aqui, além de todos os itens acima há teto solar panorâmico, novidade dessa geração, bancos de couro na cor marrom e o do motorista com ventilação, painel de instrumentos de 7" com modos de condução (Eco, Normal e Sport), freio de mão elétrico, alerta de ocupante do banco traseiro, central multimídia de 10,25" com integração a Android Auto e Apple CarPlay (ambos só por meio de USB), sistema de câmeras 360º com função de ponto cego.

Com a adição das câmeras em 360º (uma na frente, uma sob cada espelho retrovisor e a traseira), o Bluelink ganha uma função extra que é enxergar ao redor do carro à distância por meio do aplicativo do smartphone, garantindo até a segurança antes de se aproximar do carro. No mais, quando se liga a seta, as câmeras laterais projetam no painel de instrumentos a imagem, eliminando o ponto cego.

Hyundai Creta Ultimate 2022 - Divulgação - Divulgação
Hyundai Creta Ultimate 2022
Imagem: Divulgação

Ultimate 2.0

Na única versão disponível com o motor 2.0, além de todos os itens disponíveis presentes nas variantes 1.0 turbo, soma ao pacote rodas de liga leve de 18", faróis e lanternas Full-LEDs, bancos de couro e acabamento do painel biton, mesclando marrom e bege, e sensor de estacionamento dianteiro.

Para finalizar, a versão traz o pacote ADAS de segurança ativa e passiva. Ele inclui farol alto adaptativo, detector de fadiga, controle de velocidade adaptativo (ACC), assistente de manutenção em faixa de rodagem com correção e frenagem autônoma de emergência.

Creta antigo continua em linha

Além das quatro versões, a Hyundai vai manter em linha a versão mais básica da antiga geração por "tempo indeterminado". Inclusive, o Creta Action era o único que continuava a ser produzido até agora e já estava à venda como linha 2022 também.

Equipado com o motor 1.6 de até 130 cv e câmbio automático de seis marchas, está nas lojas por R$ 96.490. Ele traz agora o sistema start&stop, que desliga o motor em paradas curtas e o leitor de pressão dos pneus.

Primeiras impressões: Platinum 1.0 Turbo e Ultimate 2.0

Com o motor 1.0 turbo, a primeira que se nota é como o Creta sai da imobilidade com mais facilidade do que com o antigo 1.6, afinal o torque chega cedo.

Por outro lado, é preciso considerar que o motor de três cilindros é naturalmente mais ruidoso que o anterior, já que tem maior nível de vibração, como qualquer três cilindros.

Mas como no HB20, ele casou bem com o câmbio automático de seis marchas que tem opção de trocas pela alavanca e também pelas aletas atrás do volante, mantendo no modo manual quando se troca por conta.

Em uma pista fechada, com curvas travadas e subidas, o 1.0 turbo mostrou seu melhor com o modo Sport ativado quando deixava o motor mais esperto e a direção mais "peso" e mais precisão.

No caso da versão com o motor 2.0 a principal sensação é que o motor está mais silencioso do que era antes, apesar de ser essencialmente o mesmo.

Muito disso entra na conta do novo revestimento acústico, por exemplo, do que exatamente do motor ter ficado mais silencioso, mas de todo modo há mais conforto a bordo por isso.

Nos dois casos, se destaca o bom ajuste de suspensão da Hyundai, uma herança ainda da primeira geração. O carro é confortável no piso ruim, mas nas curvas mantém a carroceria bem estável no balanço lateral.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.