PUBLICIDADE
Topo

'Mini-Renegade' e corpo de Citroën: como será o novo SUV da Jeep no Brasil

Divulgação
Imagem: Divulgação

José Antonio Leme

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/05/2021 04h00

A Stellantis continua de olho em novos produtos para o mercado brasileiro e global, em especial os SUVs. Depois dos compactos (Renegade e 363), médios (Compass e o da Fiat para 2022), e o médio-grande Jeep Commander, há mais por vir.

A empresa deu o sinal verde para o início do desenvolvimento de um novo modelo, um SUV subcompacto, ou mini-SUVs, como esses modelos têm sido chamados. O projeto, que terá o emblema da Jeep, será uma espécie de mini-Renegade, uma vez que, além de ser menor, terá visual semelhante ao do compacto feito em Goiana (PE) e na Itália.

Talvez a maior surpresa seja o fato de que o novo SUV será o primeiro projeto da Stellantis a mesclar sinergias entre lado FCA (Fiat-Chrysler) e o PSA (Peugeot-Citroën).

A plataforma sobre o qual o novo Jeep será construído é a CMP, base modular da PSA que deu origem, entre outros modelos, aos Peugeot 208 e novo 2008 (que não chegou ao Brasil).

A grande vantagem dessa base é que, além de ser um bom produto, ela já foi projetada para atender a diversos tipos de motorização: combustão, híbrida e elétrica. Assim, o novo Jeep poderá ter as três opções de propulsão.

O CEO da Jeep na Índia já havia confirmado no início do ano que a companhia trabalhava no projeto. Para estar na Índia e ser competitivo, esse modelo precisa ter não mais que 4 metros de comprimento.

Pode parecer fora de questão um Jeep com menos de 4 metros e capacidade off-road (requisito dos modelos da marca), mas basta lembrar que o Suzuki Jimny tem 3,64 metros de comprimento e é um dos off-road mais admirados.

No Brasil, diferentemente dos demais Jeep, ele será produzido na planta de Porto Real (RJ), da PSA, onde está instalada a plataforma CMP. De lá também sairá um novo compacto da Citroën, na mesma plataforma e também com estilo sub-4m.

Modelo terá "versão Fiat"

Além da variante com estilo mais "brutinho" devido a aparência de Jeep, o mini-SUV terá ainda uma versão Fiat, que chegará depois às lojas, em 2023.

Com a mesma plataforma, o modelo terá as linhas mais curvilíneas que vemos nos carros da Fiat se comparado ao formato "quadradão" dos Jeep.

Categoria de mini-SUVs não para de crescer

A categoria na qual os novos modelos da Stellantis se encaixarão não para de crescer. Já tem confirmados o Nissan Magnite, Renault Kiger, Hyundai Venue, Kia Sonet, Vitara Breezza e o Toyota Urban Cruiser. Para o Brasil, o Magnite chega em 2022 e o Kiger está em estudo, bem como o Venue.

Quem também está para chegar na categoria é o SUV subcompacto da Volkswagen, que será produzido em Taubaté (SP), e o substituto do Honda WR-V, cujo nome deve ser ZR-V e irá se distanciar mais do Fit.