PUBLICIDADE
Topo

Toyota Corolla Cross passa longe do líder Compass em 1º mês de vendas

Redação

Do UOL, em São Paulo

05/05/2021 04h00

A grande expectativa relacionada à chegada do Toyota Corolla Cross ao mercado, por enquanto, ainda não se justificou. Após seu primeiro de mês de vendas cheias, o modelo não conseguiu aproveitar a parada na produção do Jeep Compass, que prepara a chegada da linha 2022 às concessionárias.

Segundo dados da Fenabrave, o Toyota Corolla Cross emplacou 1.889 unidades em abril. Líder do segmento de SUVs médios, o Jeep Compass, mesmo com o período em que não tinha mais produção e que só vendeu estoque do modelo pré-reestilização, registrou 5.504 exemplares emplacados.

Em março, o Corolla Cross tinha emplacado só 37 unidades, números justificados pelo lançamento realizado no meio do mês - essas unidades, muito provavelmente, foram as enviadas às concessionárias para apresentação e test-drive do produto.

Segundo especialistas, um dos possíveis motivos para o Corolla Cross não ter mostrado um desempenho melhor é o fato de que o consumidor que estava disposto a trocar de carro nesse período esperou.

"O cliente que já tinha um SUV médio ou estava querendo comprar um sabia também que o Compass ia mudar e que tem ainda o SUV da Volkswagen, o Taos, chegando. Então ele prefere segurar mais um pouco e ter a oportunidade de ver e provar os outros antes de fazer a escolha".

O mês de abril foi atípico em vendas, já que o carro mais emplacado do mercado vendeu apenas 12.581 unidades e as concessionárias passaram a maior parte do mês fechadas para atendimento presencial no maior mercado do País - o Estado de São Paulo.

Por outro lado, o Corolla Cross vendeu apenas 709 unidades a mais que o Toyota SW4. Ele é um SUV derivado da picape Hilux e tem quatro versões entre R$ 215.990 e R$ 335.890. O Corolla Cross tem quatro versões com preços entre R$ 139.990 e R$ 179.990.

O SUV compacto conta com as opções de motores 2.0 flex de até 177 cv e 21,4 mkgf e o conjunto híbrido que mescla o propulsor 1.8 flex de até 101 cv a dois elétricos de 72 cv, que combinados entregam 122 cv e 14,5 mkgf (combustão) e 16,6 mkgf (elétricos). O câmbio é sempre automático do tipo CVT.