PUBLICIDADE
Topo

À espera do Taos, Tiguan e Jetta perdem versões 'baratas' e motor 1.4

VW Tiguan AllSpace - VW
VW Tiguan AllSpace Imagem: VW

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

02/02/2021 04h00

A Volkswagen está reestruturando sua linha para os próximos meses. E quem sai perdendo, em tese, é o consumidor. As versões mais baratas do SUV Tiguan AllSpace e do Jetta estão saindo de linha no Brasil. Os dois modelos nas variantes de entrada usam o motor 1.4 turbo de até 150 cv e 25,5 mkgf.

Em contato com fontes e concessionárias, o recado foi de que hoje, só se encontra Jetta e Tiguan 1.4 em concessionárias da rede que ainda tenham os modelos em estoque. Por isso, inclusive, os carros continuam à venda no configurador da companhia em todas as versões.

No caso do Tiguan, a crônica da morte anunciada é resultado da chegada do Taos. O novo SUV da VW é um pouco menor que o Tiguan e vai ocupar o espaço das versões mais baratas para brigar efetivamente com o Jeep Compass. Ele terá, por enquanto, apenas o motor 1.4 turbo, apesar de rumores dizerem que a VW está trabalhando em uma variante com o 2.0 e tração integral.

Já o Jetta, cujas versões de entrada Comfortline e R-Line custam R$ 136.340 e R$ 144.270, respectivamente, vai deixar o GLI por enquanto apenas a R$ 172.130. O sedã continua não conseguindo competir com os principais rivais: Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze, que fecharam 2020 na dianteira com sobras em relação ao três volumes da VW.

Um dos concessionários consultados disse: "a VW quer ganhar dinheiro, então vai apostar no GLI". Além disso, a VW aposta também na "SUVerização" de sua linha - serão quatro com a chegada do Taos. E o preço das versões de entrada do Jetta vão competir diretamente na faixa de preço esperada pelo Taos.

VW Jetta 1.4 sai de linha no Brasil - VW - VW
Imagem: VW

Em uma das revendas foram ainda mais claros: "nós temos Jetta 1.4 porque pedimos um estoque grande para esse ano, mas já demos 'stop' (gíria para cortar o pedido inicial de veículos feito à fábrica). Também foi confirmado que chega uma nova remessa de Tiguan no fim de fevereiro, para ser entregue às lojas em março, mas só com a opção R-Line, que custa R$ 217.650 e tem motor 2.0 turbo de 220 cv.