PUBLICIDADE
Topo

Fiat Strada 'antiga' é aposentada após 23 anos com sucesso da nova geração

Versão única Hard Working da 1ª geração já não consta mais da tabela oficial de preços; opção de entrada passa a ser Endurance Cabine Plus - Divulgação
Versão única Hard Working da 1ª geração já não consta mais da tabela oficial de preços; opção de entrada passa a ser Endurance Cabine Plus
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/01/2021 14h24

O sucesso da nova Fiat Strada, lançada no fim de junho do ano passado, levou à aposentadoria do modelo antigo, que continuava à venda na versão única Hard Working 1.4 de cabine simples.

Embora ainda esteja disponível no site da Fiat, a configuração de entrada já não mais integra a tabela oficial de preços sugeridos da marca, que confirma a saída de linha. Por R$ 65.490, a "velha" Strada se despede assim que terminarem os estoques.

Com isso, chega ao fim a trajetória da primeira geração do utilitário, lançado em 1998 sobre a base modificada do Palio e que desde então recebeu apenas reestilizações. Durante a maior parte dessas mais de duas décadas, o modelo foi o mais vendido da respectiva categoria.

Durante os seis meses de sobrevida, a Hard Working seguiu disponível com motor 1.4 Fire EVO de até 88 cv e 12,5 kgfm, bem como carga útil de 705 kg e 1.220 litros de volume na caçamba. Trazia de série ar-condicionado, direção hidráulica, volante com regulagem de altura, protetor de caçamba e preparação para som.

Por R$ 67.490 (tabela Brasil), a nova Strada Endurance Cabine Plus assume o papel de opção mais em conta da picape.

Exatamente R$ 2.000 mais cara, traz o mesmo conjunto mecânico, nova plataforma e visual atualizado.

Além disso, tem capacidade de carga maior (720 kg) e caçamba mais ampla, de 1.354 litros - além de 150 litros para pequenas bagagens atrás dos bancos. Também é mais segura: oferece de série controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa.

Considerando todas as versões, incluindo a "antiga", a Fiat Strada foi o quarto veículo mais vendido do Brasil em 2020, com 80.041 emplacamentos.