PUBLICIDADE
Topo

Chevrolet Onix é líder de vendas há 4 anos; veja qual é a versão preferida

Versão LT 1.0 tem visual da reestilização de 2015 e mais conteúdo que a Joy - Divulgação
Versão LT 1.0 tem visual da reestilização de 2015 e mais conteúdo que a Joy
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/02/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Levantamento aponta versão LT 1.0 com 51,5% dos emplacamentos
  • Dados se referem ao mês de janeiro deste ano
  • Onix Joy é o vice-líder e versão LTZ é só a 3ª mais procurada

Parece que ninguém consegue bater o Chevrolet Onix. O modelo é líder de vendas absoluto no mercado brasileiro há quatro anos consecutivos e não deve ser desbancado tão cedo. Mas qual será a versão preferida do consumidor?

Levantamento da consultoria JATO obtido com exclusividade por UOL Carros aponta o Onix LT 1.0 como dono de mais da metade dos emplacamentos. Esta configuração, que parte de R$ 47.290, teve 7.826 unidades comercializadas no primeiro mês deste ano -- ou 51,5% dos 18.840 emplacamentos. Os dados foram baseados nas vendas de janeiro deste ano e os percentuais são arredondados.

Esse volume corresponde a mais que o dobro das vendas da versão Joy 1.0, a mais barata da gama (R$ 46.290) e que somou 3.838 licenciamentos em janeiro, ocupando o segundo lugar, com 20,4%.

Curiosamente, a configuração mais equipada, a LTZ 1.4 (R$ 58.690), foi a terceira na preferência do consumidor, com 2.703 exemplares (13,3%).

A quarta versão mais vendida do Onix em janeiro foi a LT 1.4 (R$ 54.190), com 2.473 emplacamentos -- ou 13,1% das vendas totais. Já o aventureiro Activ 1.4 (R$ 61.790) aparece na quinta posição, com 1.771 exemplares, o equivalente a 9,4% do mix.

Por outro lado, as configurações Effect 1.4 e Advantage 1.4, embora ainda apareçam no catálogo da Chevrolet no site oficial da montadora, tiveram vendas modestas em janeiro de 2019: respectivamente 185 (0,98%) e 43 unidades (0,23%).

O que a versão preferida oferece

Enquanto o Onix Joy mantém o visual do modelo originalmente lançado em 2012, a versão LT é apenas R$ 1.000 mais cara, traz o facelift introduzido em meados de 2016 e conta com mais itens de série.

Equipada com motor flex aspirado, capaz de render 80 cv e 9,8 kgfm, a configuração LT 1.0 vem sempre com transmissão manual de seis marchas. Ela sai de fábrica com alarme, Isofix, monitoramento da pressão dos pneus, ar-condicionado, chave-canivete, direção elétrica, computador de bordo, volante multifuncional, banco do motorista com ajuste de altura, travas e vidros dianteiros elétricos e preparação de som com quatro alto-falantes.