Topo

Testes e lançamentos


Toyota Corolla Sedan 2020 europeu antecipa visual para o carro brasileiro

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/02/2019 14h26

Resumo da notícia

  • Como adiantado, Corolla 2020 é mais arrojado
  • Modelo aposta forte em motorização híbrida
  • Depois de Japão, China e EUA, Europa mostra configuração sedã
  • Modelo da Turquia é o mais próximo do carro a ser feito no Brasil
  • Carro será mostrado ainda este ano, mas chega como modelo 2020

Mais um capítulo na revelação global da nova geração do Toyota Corolla foi publicado. Depois de mostrar a 12ª geração do carro médio no Japão (Corolla Hatchback Sports), China (hatch, Corolla Levin, que é um sedã de entrada, e Corolla Sedan Hybrid) e Estados Unidos (hatch e sedã, mas com especificações mais simples), chegou a vez do sedã fabricado na Turquia visando o mercado europeu. Historicamente, este é o modelo que mais se aproxima do carro fabricado e vendido no Brasil. Expectativa é essa "antecipação" se mantenha, em termos visuais e de nuance de equipamentos, já que a base construtiva e de mecânica geral é a mesma em todo mundo, uma vez que o novo projeto do Corolla é global.

De fato, o Corolla Sedan mostrado dessa vez é muito parecido com a configuração chinesa revelada em novembro de 2018. E isso é um bom sinal, já que o modelo traz uma evolução estética do Corolla fabricado atualmente no Brasil, com promessa de ganhos em espaço, dirigibilidade, acabamento interno e eficiência mecânica.

Essa nova geração do Corolla será construída no mundo todo sobre a plataforma TNGA (a mesma do Prius), na variante GA-C. A ideia é ter um carro um pouco mais próximo do solo (a especificação estrangeira é 4 centímetros mais baixa) e, com isso, mais dinâmico e estável. Serão aproximadamente 4,64 metros de comprimento, 1,78 metro de largura e 1,43 metro de altura, preservando a distância entre eixos de 2,70 metros do atual. A frente do Corolla 2020 será mais curta (balanço dianteiro menor) que a do modelo atual, mas a traseira será mais longa.

O Corolla também ficou bem mais moderno que seu antecessor. Basta olhar o interior para comprovar isso. Há central multimídia com tela tátil de oito polegadas, freio de estacionamento elétrico e painel digital com tela de sete polegadas.

A nova geração europeia traz também um pacote tecnológico de sgurança chamado Toyota Safety Sense, que inclui controle de cruzeiro adaptativo, frenagem automática de emergência (com detecção de pedestres e ciclistas), alerta de saída de faixa com assistência de direção, leitura de placas de trânsito e farol alto adaptativo. Ainda não se sabe, porém, se estes itens serão oferecidos no Brasil.


Motorização híbrida é destaque

Com a revelação do Corolla Sedan, a Europa terá todas as variantes do modelo: hatchback (que terá opção de motor 1.2 turbo a gasolina), perua (Touring Sports, com o mesmo motor) e três-volumes. Apenas este último nos interessa. 

O Corolla Sedan europeu começa com o motor 1.6 a gasolina, mas a aposta será nas duas variantes híbridas: 1.8 a gasolina/híbrido, em especificação semelhante à do Prius (123 cavalos) e o inédito 2.0 a gasolina/híbrido, que passa dos 180 cv. É bom lembrar que o projeto brasileiro utilizará o também inédito motor flex híbrido, podendo consumir tanto gasolina, quanto etanol para abastecer o motor a combustão, que por sua vez ajudará o sistema elétrico a gerar energia para as baterias.

Haverá ainda um sistema híbrido para a nova geração do câmbio Multidrive S. Trata-se do "CVT-DSG", que utiliza uma "engrenagem de partida" para fazer a transmissão inicial de torque às rodas no momento da arrancada, passando às polias do CVT convencional apenas com o veículo já em movimento. 

A suspensão agora é do tipo multilink na traseira, substituindo o antigo conjunto de eixo de torção. Segundo a Toyota, a nova configuração (que inclui recalibragem na suspensão dianteira McPherson) deixou o Corolla "mais confortável, seguro e dinâmico de dirigir".

Novo Toyota Corolla já tem sua configuração sedã; veja como ele é

UOL Carros

Mais Testes e lançamentos