PUBLICIDADE
Topo

Jorge Moraes

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Corolla Cross: criticado, escapamento 'marmita' ganha solução extra-oficial

Abafador do escapamento muito baixo e exposto na traseira do Corolla Cross tem gerado críticas e reclamações de clientes, mas descobri solução simples ao problema - Murilo Góes/UOL
Abafador do escapamento muito baixo e exposto na traseira do Corolla Cross tem gerado críticas e reclamações de clientes, mas descobri solução simples ao problema
Imagem: Murilo Góes/UOL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Jorge Moraes

Jornalista, Jorge Moraes trabalha com o segmento automotivo desde 1994. Presente nos principais salões internacionais, é editor do caderno de Carros no Diário de Pernambuco, diretor e apresentador do programa Auto Motor na Band, e âncora do programa CBN Motor na rádio CBN Recife.

Colunista do UOL

20/09/2021 04h00

Quando tivemos o primeiro contato com o Toyota Corolla Cross antes de seu lançamento oficial, nos saltaram aos olhos dois aspectos peculiares que, de cara, sabíamos que fariam algumas pessoas torcerem o nariz: o freio de estacionamento acionado pelo pé e o abafador do escapamento grande e aparente, destoando do belo design do modelo, derivado do carro de passeio mais vendido do mundo.

O primeiro do que podemos chamar de "problema" é considerado por muitos um retrocesso tecnológico. Enquanto a maioria das montadoras, dentro do segmento dos SUVs médios, vem trocando a alavanca do freio de mão pelo discreto botão do freio de estacionamento eletrônico, a Toyota optou pelo retorno do pedal extra no lado esquerdo. Esse parecia ser o que chamaria de "pênalti" mais grave, até porque poderia incomodar os condutores.

Mas não, o que ouvimos da Toyota durante o lançamento e depois nas concessionárias pelos fiéis clientes da marca é que aquilo não incomodava nem faria ninguém deixar de trocar o Corolla sedã ou outro carro qualquer pelo Corolla Cross, o único SUV nacional com opção de motor híbrido flex.

Suporte escapamento marmita Toyota Corolla Cross - Reprodução - Reprodução
Adaptação para encurtar suporte original de fábrica é suficiente para elevar o abafador e melhorar a aparência
Imagem: Reprodução

Já em relação ao bojo, silenciador, abafador, marmita, panela de pressão, seja lá qual o nome daquela nada discreta parte do escapamento que está mais para baixo do que o normal, na linha do para-choque, as reclamações nas redes sociais e fóruns não cessaram com o tempo.

O design é um fator levado muito em consideração pelos brasileiros, principalmente nessa faixa de preço, e o Corolla Cross tem sim um desenho bem equilibrado e até envolvente. Mas a tal da peça tira o brilho do SUV quando visto por trás.

Diante de tantas mensagens de "caronas", que são os nossos seguidores, perguntando como poderia resolver esse problema, fomos atrás, pesquisamos e encontramos um técnico em mecânica que desenvolveu um novo tipo de suspensório, um redesenhado suporte de aço para dar uma leve erguida no abafador.

A elevação é pouca, mas suficiente para que o bojo deixe de aparecer na totalidade e fique mais próximo da realidade de concorrentes. do Corolla Cross. Uma medida simples, mas que tornou aceitável a aparição da peça na traseira do SUV médio.

O que diz a Toyota sobre escapamento

Marmita Corolla Cross Jorge Moraes com e sem adaptação - Reprodução - Reprodução
Corolla Cross à direita traz a adaptação no suporte do abafador; intervenção simples faz toda a diferença
Imagem: Reprodução

Precisamos deixar claro que esses dois aspectos não impediram o Corolla Cross de se tornar um sucesso de vendas. Em poucos meses de mercado, já aparece entre os líderes do concorrido segmento e tem uma fila de espera, para algumas versões, a perder de vista.

Acredito que a solução encontrada, que encurta o suporte original do abafador, não deverá demorar para chegar às concessionárias e até mesmo na linha de montagem da Toyota.

A montadora, por meio da assessoria de imprensa, informa que sempre observa e ouve as manifestações dos consumidores e, caso identifique que seja mesmo necessário reposicionar o escapamento, isso será feito.

(Com colaboração de Bruno Vasconcelos)