PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Cientistas poloneses encontram gene que dobra risco de covid grave

Descoberta pode ajudar a identificar pessoas com maior risco de contrair a doença - iStock
Descoberta pode ajudar a identificar pessoas com maior risco de contrair a doença Imagem: iStock

Alan Charlish e Anna Wlodarczak-Semczuk

13/01/2022 12h08

Cientistas poloneses descobriram um gene que, segundo eles, dobra o risco de desenvolver quadros graves da covid-19, uma descoberta que pode ajudar médicos a identificar as pessoas com maior risco de contrair a doença.

Com a hesitação em se vacinar se tornando o maior fator por trás das altas taxas de mortes nas regiões central e leste da Europa, pesquisadores esperam que identificar os que têm maior risco poderá incentivá-los a se vacinar e dar a eles acesso a opções de tratamento mais intensivas no caso de uma infecção.

"Após mais de um ano e meio de trabalho foi possível identificar um gene responsável pela predisposição a se tornar gravemente doente (com o coronavírus)", disse o ministro da Saúde polonês, Adam Niedzielski. "Isso significa que no futuro poderemos identificar pessoas com a predisposição para sofrer de quadros graves da covid."

Os pesquisadores da Universidade Médica de Bialystok descobriram que o gene era o quarto mais importante fator para determinar o quão gravemente uma pessoa pode sofrer com a covid-19, depois de idade, peso e gênero.

O gene está presente em cerca de 14% da população polonesa, em comparação com entre 8 e 9% da população europeia como um todo, e 27% da população da Índia, disse Marcin Moniuszko, professor encarregado do projeto.

Outros estudos também mostraram a importância de fatores genéticos sobre o desenvolvimento de quadros graves da covid-19.

Em novembro, cientistas britânicos disseram que haviam identificado uma versão de um gene que pode estar associado com um risco dobrado de falência pulmonar por conta da covid-19.

Saúde