'Já comi 16 pães': Projota conta como mudou alimentação e começou a treinar

Foi o desejo de ter qualidade de vida para acompanhar os filhos que fez o rapper Projota, 37, buscar uma rotina mais saudável, há quatro meses. Pai de Marieva, 3, e Otto, de 7 meses, ele conta que temia não ter energia para ver o crescimento dos pequenos.

"Eu preciso durar mais tempo com gás para brincar com eles conforme forem crescendo. Ter gás para acompanhar o ritmo. Hoje eu tenho, mas lá na frente eu vou ser cobrado", diz.

Daqui a 10 anos, eu não ia aguentar brincar com eles, se eu não me cuidasse. Projota

Projota precisou sair do sedentarismo. Ele jogou futebol da infância aos 20 anos, quase treinou profissionalmente, mas desistiu para se dedicar à música. Também não malhava havia 10 anos, última vez que teve uma rotina de musculação.

Projota e os filhos: Marieva, de 3 anos, e Otto, de 7 meses
Projota e os filhos: Marieva, de 3 anos, e Otto, de 7 meses Imagem: Reprodução/Instagram/@projota

Atenção ao centro do corpo, o core

O rapper recebeu VivaBem em uma academia na região central de São Paulo para acompanhar o seu treino, que dura uma hora. A sessão começa com aquecimento e termina no "descanso da mente", com massagem e aromaterapia.

Os exercícios são focados no fortalecimento do core. Considerado o centro da força do corpo, é um conjunto de 29 pares de músculos que suportam e estabilizam ombros, quadril, região lombar e abdome. "É importante ter um core forte para depois trabalhar objetivos", pontua a educadora física Cau Saad, que acompanha Projota.

Cada dia um personal diferente dá instruções ao rapper, por isso os estímulos podem mudar. A presença de alguém que o instruísse foi um diferencial para ele. "O personal dá o gás que você acha que não tem, e ele sabe que você tem. Se você treina sozinho, para a hora que quer. São 12 repetições, mas se eu cansar antes, eu não faço mais."

Continua após a publicidade

Projota tenta ir à academia cinco vezes na semana, mas sem pressão. Com a rotina incerta devido aos shows, diz que a meta é ir sempre que conseguir.

Treino de Projota inclui exercícios de lutas, uma das modalidades que ele mais gosta
Treino de Projota inclui exercícios de lutas, uma das modalidades que ele mais gosta Imagem: Acervo pessoal

Manter o fôlego nas apresentações, inclusive, era uma preocupação. Seus shows duram, em média, uma hora e meia. Sem ser em festivais, são apenas ele e um DJ. "Isso exige muita presença de palco minha, eu estar ativo. E o sedentarismo estava cobrando a conta."

São quase 15 anos fazendo show a milhão. Eu tinha 24 anos quando comecei a rodar o Brasil, com essa idade você não precisa ir pra academia, porque voa no palco. O tempo foi passando, e eu senti que precisava cadenciar o jogo. Projota

Os meses de treino fizeram diferença. Além de mais energia, ele notou que a postura mudou. "A vibe e o gás são outros. A primeira coisa que eu senti que mudou foi a minha postura, eu tava muito curvado. Me olho agora e, naturalmente, me percebo mais posturado."

'Tinha dia que eu não bebia água': a alimentação de Projota

Projota não comia bem e reconhece. A rotina de exercícios também motivou mudanças na alimentação. O primeiro passo foi eliminar excessos, que não eram poucos, principalmente de alimentos ultraprocessados, como salgadinhos, bolachas e refrigerante.

Continua após a publicidade

Eu cortei o absurdo. A minha alimentação era ridícula, qualquer pessoa que visse ia perguntar o que eu estava fazendo comigo, era tipo veneno. Projota

O cardápio tinha muito suco de caixinha e refrigerante no lugar da água. "Tinha dia que eu não bebia água", diz. As escolhas eram ainda piores quando viajava para os shows, com fast food e pizza no camarim e nos hotéis.

Agora, nos dias em casa, organiza o cardápio e cozinha. Projota se aventura no fogão desde a pandemia. Antes, só sabia fritar ovo e fazer macarrão instantâneo. O incentivo veio da vontade de que a filha, então com 1 ano, tivesse uma alimentação caseira.

"A gente pedia comida em um lugar, e eu estava ficando empanturrado, não aguentava mais comer aquilo todo dia. Mas a minha filha não ia conseguir falar que estava cansada daquela comida, aí comecei a fazer por causa dela", conta.

Projota tenta ir à academia cinco vezes na semana. Todos os treinos são acompanhados por um personal trainer
Projota tenta ir à academia cinco vezes na semana. Todos os treinos são acompanhados por um personal trainer Imagem: Acervo pessoal

Sem pão

O rapper também deixou de comer pão, o seu ponto fraco. Todos os dias eram pelo menos dois no café da manhã. "Não consigo comer um. Se você for me dar um pão, é melhor nem oferecer, porque a minha cabeça já está programada para comer pelo menos dois."

Continua após a publicidade

Com 17 anos, eu comia oito pães por dia. Já cheguei a comer 16 num dia, além de almoçar e jantar. Projota

Comer muito, segundo ele, era um padrão em momentos de ansiedade. "Eu desconto muito a minha ansiedade na comida e como muita besteira. Agora, eu larguei, porque não adianta treinar e ficar comendo salgadinho, bolacha, doce, pão para caramba."

Projota conta que antes de começar a malhar estava 20 kg acima do seu peso normal. Mas reforça que o foco é o seu bem-estar, e não o emagrecimento estético.

Devagar e sempre

Para Projota, deixar extremismos de lado o ajudou a seguir firme. "Antes, todas as vezes era aquele pensamento de mudar de vida. Uma semana eu mudava e, na segunda, voltava à vida antiga", diz. O caminho foi estabelecer metas realistas. "Eu não pretendo ser extremo em nada, tem coisa que não vou abrir mão."

Ter objetivos possíveis é essencial para manter a rotina de treinos, garante a educadora física Cau Saad. "Eu sempre digo: metas mais curtas são menos ilusórias", defende.

Continua após a publicidade

Quando a gente tá na ilusão, pensa 'esse ano eu vou ser fitness'. Na verdade, a gente pode começar com 'nesse bimestre, vou mudar meus hábitos'. Você trabalha com um cenário muito mais realista e mais assertivo do que ao pensar em mudar de vida. Cau Saad, educadora física e personal trainer de Projota

Não é a primeira vez que o rapper tentar adotar hábitos melhores, mas é a primeira vez que ele diz querer de verdade. E esse pensamento trouxe resultados: a principal diferença agora é não pensar em desistir. "Dessa vez, eu quero mesmo. Quero para sempre. Esse é meu objetivo de todo dia."

Tem gente com uma rotina muito mais cruel do que a minha e ainda vai treinar. Para mim, seria ridículo negligenciar a minha saúde com o tempo que eu tenho hoje para poder cuidar dela. E eu fiz isso durante muito tempo. Projota

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes