'Treino de astronauta': spinning com estresse extremo detona 370 calorias

Uma aula de spinning em modo hard, com situações extremas, calor e estresse para testar resistência, numa missão digna de treinamento de astronauta.

Essa é a proposta do Desafio Extremo - Rumo ao Espaço, que ocorre até o próximo domingo, 29, no Planetário Ibirapuera (SP). VivaBem foi conferir a experiência no primeiro dia, nesta quinta-feira (26).

No ambiente circular com teto côncavo, a dinâmica ocorre sob a projeção de imagens que fazem referência ao espaço sideral. Por 45 minutos, os instrutores Thays Silva e William Astolpho, da academia Spin'n Soul, comandaram o exercício com animação.

A aula é dividida em três momentos que estimulam calor, estresse e movimento. Então, tudo começa de forma mais leve para esquentar o corpo. Ao som de músicas agitadas, os movimentos se intensificam e, além das pernas, é preciso usar os braços também.

No fim, a dinâmica é mais puxada, com giros mais acelerados. Mas calma, não precisa se empolgar. O ambiente contagia, mas se assim como esta repórter você vai fazer sua primeira aula de spinning, pode pegar leve. Acredite, o corpo cobra seu preço depois.

Imagem
Imagem: Divulgação de Rexona Clinical

Para quem tem a ideia de que uma aula de spinning é só pedalar muito rápido, alternando entre ficar sentado e com o quadril elevado, a proposta da Spin'n Soul surpreende.

Em alguns momentos, os instrutores pedem flexão de braço, com as mãos apoiadas no guidão. Em outros, as mãos saem do apoio para que os braços se estendam à frente, exigindo equilíbrio. Iniciante, achei difícil executar.

Depois, a instrutora indicou pegar dois halteres de 3 kg cada, apoiados na lateral do banco, para incrementar o movimento de superiores. Rosca direta, rosca unilateral, elevação lateral e tríceps coice acordaram os músculos dos braços.

Continua após a publicidade

"Tem desenvolvimento da coordenação motora. É para sair do spinning tradicional, que fica mais tempo sentado, não movimenta os braços e os estímulos são pré-prontos. A gente faz um pouco de tudo em todas as aulas", explica Thays, referindo ao que é praticado na rede de academias.

A aula dada no desafio, porém, que é uma ação da marca Rexona Clinical, foi pensada exclusivamente para ele. O objetivo é simular o preparo intenso que astronautas fazem antes de ir ao espaço, em condições extremas que desafiam o corpo.

Por isso é uma aula no estilo full body, que mexe com o corpo inteiro. "Além dos movimentos, tem diversão, não fica maçante de só aumentar carga", comenta William. Segundo ele, é uma aula possível de adaptar para qualquer pessoa, desde a que vai fazer pela primeira vez até a que está em nível mais avançado. E tinha de tudo lá.

Alguns cuidados

Spinning é uma modalidade que exige muito das pernas (que ficaram doloridas depois), gasta muitas calorias (foram 370 kcal nessa experiência) e pode ser uma ótima opção para quem quer perder gordura. O gasto calórico é maior quanto mais avançada e treinada a pessoa está.

Mas antes de se aventurar nela e viajar na empolgação —porque não tem como fugir—, é preciso estar muito consciente do próprio corpo e do quanto ele aguenta. Durante a aula, entenda sua capacidade e vá mais devagar se sentir que está intenso.

Continua após a publicidade

Para a aula:

  • Use bermuda acolchoada, pois o contato prolongado com o selim pode gerar desconforto (e foi o que senti);
  • Ajuste corretamente a altura do banco e a distância do guidão. Na experiência, havia pessoas para ajudar com isso;
  • Leve toalha para secar o suor, principalmente das mãos. Do contrário, elas podem escorregar no guidão;
  • Leve uma garrafa de água, porque você vai precisar se hidratar.

Serviço

Rexona Clinical Desafio 3Xtremo - Rumo ao Espaço

Onde: Planetário Ibirapuera

Quando: de 26 a 29 de outubro de 2023

Continua após a publicidade

Horário: a partir das 9h30

Aula gratuita mediante reserva de horário no site da Spin'n Soul (clique aqui)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes