PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Peguei covid, após quanto tempo posso tomar a dose de reforço da vacina?

iStock
Imagem: iStock

Bruna Alves

Do VivaBem, em São Paulo

18/01/2022 14h23

Com a circulação da ômicron, a nova variante do coronavírus, os casos de infecção voltaram a subir vertiginosamente no país.

E com o ciclo de vacinação caminhando com outras doses —atualmente cerca de 69% da população foi vacinada com duas doses da vacina ou dose única—, muitas dúvidas ainda surgem em relação ao reforço do imunizante.

Tive covid, quando posso tomar a dose de reforço?

Quatro semanas após o início dos sintomas, esse é o prazo que você deve aguardar para receber o reforço contra a doença. A mesma indicação se estende para crianças e pessoas assintomáticas, mas que tiveram um teste positivo para a doença.

"Quando a pessoa é infectada existe uma tentativa do sistema imunológico de bloquear a infecção, o que leva a um aumento de anticorpos", diz Raquel Stucchi, médica infectologista, professora da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e consultora da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

A especialista explica que há um aumento transitório de anticorpos assim que o indivíduo testa positivo para a covid-19, por isso recomenda-se adiar a vacina e aguardar a baixa natural desses anticorpos.

Só para esclarecer, independentemente da dose (1ª, 2ª, 3ª ou 4ª, no caso dos imunossuprimidos), também deve-se esperar quatro semanas para receber o imunizante após a covid.

"É um período em que há mais risco de complicações. Então é melhor não aplicar a vacina nesse período porque ela pode, inclusive, acabar levando a culpa por uma complicação que é da própria doença", ressalta Flávia Bravo, diretora da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações).

E se eu tiver sintomas prolongados, posso tomar vacina?

A manutenção dos sintomas —covid longa ou síndrome pós-covid—, não interfere na vacinação. "Mesmo mantendo sintomas, depois de 30 dias a pessoa deve atualizar sua vacinação contra a covid-19", indica Stucchi.

Há contraindicação para receber o imunizante?

Sim, caso o paciente tenha febre, ele deve aguardar passar o período febril para se vacinar. E caso esse quadro seja diagnosticado como covid-19, é necessário aguardar as quatro semanas. Demais patologias devem ser avaliadas individualmente pelo médico.

Tomei a vacina e descobri logo depois que estava com covid, fui imunizada?

"Não tem problema e ela não tem que ser revacinada. Aguardando os 30 dias, ela ganha um mês a mais de proteção tomando a vacina, mas a pessoa não precisa repetir a dose que já foi ministrada", diz Stucchi.

Por fim, a infectologista da Unicamp ressalta que para o enfrentamento da ômicron são necessárias três doses do imunizante. "O que importa para falarmos que temos uma população totalmente vacinada e que nos dê mais segurança de não termos reflexos graves em relação a ômicron é ter um percentual de 80% da população vacinada com três doses", conclui.

Saúde