PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Com menor taxa de ocupação de UTIs covid do ano, SP flexibiliza medidas

Movimentação de clientes no Seu Domingos, bar localizado na esquina das ruas Aspicuelta e Fidalga, na Vila Madalena (SP) - Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo
Movimentação de clientes no Seu Domingos, bar localizado na esquina das ruas Aspicuelta e Fidalga, na Vila Madalena (SP) Imagem: Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 20h49Atualizada em 04/08/2021 10h20

Com indicadores de internação em queda e alta no número de vacinados com a primeira dose, o governo de São Paulo começa a flexibilizar as medidas restritivas contra a covid até a liberação total de comércios e eventos, em 17 de agosto.

Hoje o estado de São Paulo registrou a menor média de ocupação de leitos de terapia intensiva para covid do ano, 48,5%. Desde ontem, o índice está abaixo de 50%. Na Grande São Paulo, o nível ficou em 44,5%.

São Paulo também alcançou hoje a marca de 80% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose da vacina contra covid. Segundo cronograma divulgado pelo governador João Doria (PSDB), quem tem acima de 18 anos receberá a primeira dose até 16 de agosto.

Na semana passada, Doria anunciou a ampliação do horário do comércio até a meia-noite e a maior capacidade de ocupação em São Paulo a partir do dia 1º de agosto. Segundo ele, o funcionamento total dos estabelecimentos será liberado em 17 de agosto.

Não teremos mais nem limite de ocupação e nem tampouco de horários a partir de 17 de agosto. Com isso, ainda mantendo uso de máscara, recomendo uso de álcool em gel e mantendo protocolos de distanciamento, já estaremos com novas regras de funcionamento a partir de 17 de agosto"
João Doria, governador de São Paulo

De acordo com o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, a medida é possível por conta do impacto da vacinação nos indicadores da pandemia no estado.

"Dar celeridade para a vacinação impacta no número de internações, de mortes e também de casos. Houve uma melhora expressiva, de forma a estar intimamente relacionada com o processo de vacinação bastante célere implementado em São Paulo", declarou.

Saúde