PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Quem tomou vacina deve continuar usando máscara e evitando aglomerações

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem*, em São Paulo

10/06/2021 19h22

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, nesta quinta-feira (10), que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve publicar um parecer para desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que já foram vacinados ou contraíram covid-19 e se recuperaram — o que contraria as recomendações de autoridades sanitárias do mundo todo.

Apenas países que estão com a vacinação em ritmo acelerado adotaram a medida, como Israel (59,4% da população vacinada com duas doses) e Estados Unidos (42,15% da população).

Segundo especialistas, a vacina não é um passe-livre para as pessoas deixarem de usar as máscaras e também fazerem aglomerações. Os imunizantes, de acordo com suas eficácias, reduzem as chances do adoecimento e, com isso, diminuem a transmissão da doença nas comunidades.

"Infelizmente é isso que as pessoas esperam, elas querem algo que seja 100% eficaz, ou seja, protege completamente. Você está vacinado, você fica de corpo fechado e, de preferência, 0% de efeitos diversos. Primeira notícia: isso não existe. Nem para vacinas, nem para medicamentos. O que existe sempre é uma redução do risco e um aumento do benefício", explica a microbiologista Natalia Pasternak*.

O oncologista Drauzio Varella também alerta para que as pessoas não relaxem com as medidas de proteção contra covid-19, mesmo já vacinadas ou para quem já foi infectado pela doença. "A vacina não é um salvo-conduto, de jeito nenhum. Eu estou vacinado, vou sair de máscara, não vou me aglomerar, vou tentar reduzir ao máximo o risco de entrar em contato com o vírus", explica o médico*.

Até porque pessoas vacinadas também podem transmitir covid-19 — nenhuma vacina irá proteger 100% a pessoa. Inclusive, um estudo do IHME (Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde), da Universidade de Washington, já mostrou que mesmo com a vacinação, só o uso de máscaras e distanciamento podem frear a pandemia.

Por isso, a orientação segue a mesma desde o começo da pandemia: fique em casa, se puder, e use máscaras quando estiver em locais públicos. Se o ambiente for muito fechado, com pouca circulação do ar, opte pelas máscaras PFF2/N95, que garantem maior proteção.

* Com informações de reportagem publicada em 04/05/2021.

Saúde