PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Só lavar e pronto? Entenda cuidados a se ter com a barba no calor e no frio

iStock
Imagem: iStock

Bárbara Therrie

Colaboração para VivaBem

16/04/2021 04h00

Seja você um adepto da barba mais ralinha ou do estilo lenhador, saiba que assim como os cabelos, você também precisa cuidar da sua barba, que vai além da prática de dar uma lavadinha durante o banho.

Sabia que há uma relação entre a mudança das estações e crescimento dos fios e que os efeitos hormonais geram uma alteração no ciclo do pelo, incluindo a barba? Sim, no verão, por exemplo, a barba tende a crescer numa velocidade mais rápida, devido ao sol, quando comparada ao inverno.

A seguir, três especialistas te ensinam como cuidar da barba nas épocas quentes e frias do ano.

Ah, o verão...

1) Higienize a barba com mais frequência no calor
"No verão se transpira mais, o que favorece a proliferação de bactérias e dermatites, que são as descamações da superfície da pele", explica Fabiane Mulinari Brenner, dermatologista e coordenadora do Departamento de Cabelos da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

Os fios da barba são constituídos essencialmente por proteínas, e a alfa-queratina é a principal. Em razão dessa composição, os pelos são estruturas resistentes, flexíveis e elásticas. "Quando entram em contato com água, os fios podem se alongar em até 20% a 30%, por isso, no verão, o contato da barba com o suor facilita a entrada de poluentes", complementa Fernanda Nomoto Fujii, dermatologista e coordenadora do ambulatório de cabelos do HC-UFPR (Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná).

"A necessidade de limpar a barba diariamente nessa estação do ano é justamente para limpar os resíduos de transpiração e poluição. O processo é bem simples: lave a barba com xampu neutro —já existem no mercado xampus próprios para barba—, os sabonetes líquidos também são uma opção, e finalize com o condicionador", recomenda Clayton Augusto, barbeiro e cabeleireiro masculino no salão In Jackson Nunes, de Campinas (SP).

2) Aplique o filtro solar
A barba é um protetor solar da face, ela é capaz de reduzir a exposição aos raios solares em aproximadamente um terço em comparação a regiões faciais sem pelo. No entanto, em algumas áreas mais ralas e rarefeitas, a passagem da luz acontece de forma irregular.

Sendo assim, a aplicação do filtro solar na área da face e também no couro cabeludo é necessária a cada três horas. O ideal é um filtro solar fluido, em gel ou em solução, para evitar oleosidade, e com fator de proteção acima de 30.

3) Beba bastante água
"As estruturas capilares são sensíveis ao conteúdo hídrico e aos nutrientes presentes no corpo que são fornecidos por meio da alimentação, caso haja alguma carência nutricional ou desidratação, os pelos sofrerão impacto em sua estrutura", explica Fujii, da UFPR.

A ingestão de líquidos é muito importante para hidratação do corpo. No geral, um paciente desidratado, que por algum motivo tem perda de líquidos, como a diarreia, por exemplo, pode ter alterações no cabelo e na barba. "Nesses casos, ocorre uma modificação de cor e textura nesses fios, e eles ficam mais quebradiços", comenta Brenner, que recomenda beber de 1,5 a 2 litros de água por dia.

4) Lave e hidrate a barba após banho de mar ou piscina
Quando a pessoa entra no mar ou na piscina, o sal ou o cloro são depositados na superfície dos fios deixando-os mais opacos. Imagine que a superfície do fio é um telhado com as telhas bem acomodadas. Quando o sal ou cloro se depositam nessa superfície, essas telhas ficam elevadas e ele fica mais áspero. Em vez de uma área limpa e brilhante, teremos pequenos grumos de sal ou cloro aderidos, deixando a aparência mais opaca. Além disso, o fio pode ficar mais quebradiço.

É importante lavar o rosto com água corrente para tirar o excesso das impurezas e usar xampu neutro. Em barbas longas, os mesmos condicionadores utilizados no couro cabeludo podem ajudar a manter as pontas bem hidratadas e com brilho.

5) Aparar a barba diminui irritação no calor
A transpiração excessiva no verão pode facilitar a ocorrência de dermatites irritativas na região da barba. O surgimento de inflamações, como a foliculite, é bastante comum. Isto se deve à maior espessura das camadas da pele e pela maior densidade e desenvolvimento de pelos.

Para o tratamento da foliculite geralmente são indicados produtos com antibióticos tópicos, ativos cosméticos com função anti-inflamatória e antibacteriana, que acalmam a pele e evitam a proliferação de microrganismos que desencadeiam a inflamação. Mas atenção, se necessária, essa orientação será feita pelo dermatologista e de forma individualizada para cada paciente.

Uma solução mais simples para evitar coceiras e deixar a barba menos irritada é apará-la. Isso diminui a chance de a transpiração irritar a pele e melhora a secagem dos fios.

Quem bate? É o friiiiiio do inverno...

1) Use xampus mentolados ou neutros
Com a chegada da estação mais fria do ano, a tendência é que as pessoas diminuam o número de banhos, consequentemente, a higienização da barba também, no caso dos homens. Para aqueles que optarem por lavar os fios uma vez ao dia, o cabeleireiro Clayton Augusto indica o uso de xampus mentolados ou neutros, com pH entre 4,5 a 5,5. Ele recomenda que os óleos só devem ser utilizados se a barba estiver muito seca. O hidratante é bom para mantê-la menos dura e mais cheirosa.

2) Lave a barba com água morna
A água quente resseca tanto a pele como os fios da barba, por isso o ideal é tomar banhos com água morna. Falando especificamente da dermatite seborreica (irritação causada pela produção excessiva de secreções sebáceas que se manifesta com placas descamativas), que pode atingir a região da barba no inverno, o que provoca a piora do quadro não é a água quente, mas a falta de exposição solar.

"O uso de água extremamente quente pode levar a irritação, mas a água comum do banho não é suficiente para desencadear essa dermatite. A exposição solar tem um efeito anti-inflamatório nas dermatites e pode melhorar a superfície da pele", explica Brenner.

3) Seque bem a barba para evitar caspa
A umidade dos fios faz com que a pele também fique mais úmida, favorecendo a proliferação de fungos. Além disso, pode ocorrer alteração no pH da região, provocando infecções como a dermatite seborreica, cujos sintomas vão desde a caspa até feridas na região da barba.

Após a higienização, o ideal é tirar a umidade com uma toalha seca. Use o secador de cabelo na temperatura fria para secar os fios de barbas mais longas, orienta a coordenadora do ambulatório de cabelos do HC-UFPR.

4) Hidrate os fios para diminuir o ressecamento
No inverno, tomamos mais banhos quentes, transpiramos menos e ingerimos menos água. O resultado disso tudo é o ressecamento da pele e dos fios.

Uma forma de amenizar esse efeito é aplicar o condicionador após a lavagem e hidratar logo em seguida com produto específico para barba. Além de tratar os fios, o hidratante também deixa com menos frizz e um cheiro agradável.

Saúde