PUBLICIDADE

Topo

Longevidade

Práticas e atitudes para uma vida longa e saudável


Longevidade

Soneca à tarde pode melhorar cognição e memória de idosos, mostra estudo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

26/01/2021 15h21

Sabe aquela vontade de tirar um cochilo depois do almoço apenas para descansar um pouco? Segundo pesquisadores chineses, esse "soninho" da tarde melhora o desempenho cognitivo, a fluência verbal e até a memória de pessoas idosas.

"Este estudo destacou um desempenho cognitivo superior em cochilos em idosos, apoiando estudos observacionais anteriores", disseram os pesquisadores. O resultado dessa pesquisa foi publicado no periódico General Psychiatry, do BMJ (British Medical Journal), em 25 de janeiro de 2021.

Vários estudos que analisaram o sono da tarde já foram feitos anteriormente. Alguns concluíram que era bom o cochilo, outros que era ruim. Os pesquisadores chineses, dessa vez, queriam responder se dormir de tarde realmente é benéfico para a saúde ou não.

Como o estudo foi feito?

  • Foram analisados 2.214 chineses com 60 anos ou mais;
  • Eles responderam sobre hábitos de cochilar e, em seguida, uma série de testes foi feita para medir diferentes tipos de capacidade cognitiva, desde resolver problemas até manter o foco;
  • Na amostra, 1.534 pessoas relataram tirar cochilos ocasionais à tarde, frente a 680 que não dormiam de dia;
  • Em média, os cochilos duravam mais de cinco minutos e menos de duas horas;
  • Esse estudo também analisou o nível de triglicérides, um tipo de gordura encontrada no sangue.

E quais foram as conclusões?

A duração e a frequência dos cochilos variaram entre os participantes, porém a análise encontrou pontuações de desempenho cognitivo "significativamente mais altas" em pessoas que costumavam dormir um pouco à tarde em relação aos que não cochilavam.

Os pesquisadores ressaltaram que a saúde e o bem-estar vão muito além da função cognitiva, por isso é importante avaliar a necessidade de mais estudos relacionados ao sono da tarde.

"Quando ocorre uma doença ou dano celular, o cochilo pode ajudar a regular a resposta inflamatória", destacaram no artigo.

Embora o cochilo seja mais comum à medida que as pessoas envelhecem, os cientistas ainda não têm certeza se esse hábito diurno pode ajudar a prevenir a demência e outros tipos de declínio cognitivo.

Já sobre a gordura no sangue, os resultados mostraram que os que cochilavam à tarde com regularidade tinham níveis mais altos desses lipídios do que os que não dormiam —talvez, supõem os pesquisadores, porque aqueles com estilo de vida mais sedentário têm maior probabilidade de tirar um cochilo.

Longevidade