PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Ser gentil traz benefícios para a saúde física e mental; veja 7 deles

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o Vivabem*

13/11/2020 11h00

Com a correria do dia a dia, nem sempre é fácil ser amável o tempo todo com quem está a nossa volta. No entanto, pequenas atitudes como desejar um bom dia, abrir a porta para uma pessoa, dar passagem para quem tem pressa na rua ou simplesmente agradecer e elogiar melhoram o convívio social e também contribui com o bem-estar.

Para Camila de Cássia Ribeiro, psicóloga do Hospital São Camilo (SP), ser gentil torna o mundo mais acolhedor, menos preconceituoso e competitivo. "Com a pandemia, a gentileza se torna ainda mais importante. A prática de amor pelo próximo ajuda no bem-estar emocional e físico e aumenta os laços afetivos".

De acordo com a especialista, a gentileza é fundamental em todos os contextos da vida. "Ser educado e amável no trabalho, no trânsito e com os vizinhos não custa nada e ajuda o cérebro a liberar hormônios que dão a sensação de felicidade. Todos temos problemas, mas uma simples atitude gentil pode mudar o dia do outro", completa.

Neste Dia da Gentileza, confira o que diz a ciência sobre os benefícios para a saúde física e mental de ser mais gentil:

1. Alivia a ansiedade

Em 2015, em um estudo realizado na Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), pacientes que estavam em tratamento para a ansiedade foram convidados a praticar um ato de gentileza por dia. Após quatro semanas, todos estavam mais relaxados, com os níveis de dopamina e serotonina (hormônios da felicidade) mais elevados. "A gentileza provoca uma certa excitação muito benéfica e a pessoa acaba ficando mais relaxada", diz a psicóloga Eliana Melcher Martins, mestre e doutoranda em vivências pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

2. Aumenta a sensação de felicidade

Ser gentil ajuda a estabelecer laços, pois cria uma ordem mais afetiva com os outros. "Uma sequência de reações amistosas gera um ambiente acolhedor, provocando uma sensação de bem-estar", diz Claudio Paixão, doutor em psicologia social e professor da Escola de Ciência da informação da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Por isso, a gentileza tende a deixar as pessoas mais felizes.

Uma pesquisa desenvolvida pela Harvard Business School que avaliou a felicidade em 136 países apontou que as pessoas altruístas são as mais felizes em geral. Esse estudo mostrou que a satisfação sentida após um ato gentil tem efeito consistente na felicidade, pois gestos de gentileza acionam a liberação de dopamina, que promove euforia positiva.

Gentileza - iStock - iStock
Imagem: iStock

3. Contribui no tratamento de outros quadros

O estudo conduzido na Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), que pediu aos para praticar um ato de gentileza por dia, apontou também que houve redução de isolamento social, até mesmo naqueles que apresentavam fobia social. "Na medida em que estamos envolvidos e comprometidos com o bem do outro, saímos da esfera do individualismo e egoísmo, promovendo nosso próprio bem. Isso é entendido também como sinônimo de saúde mental", confirma Rose Paim, doutora e pós-doutora em psicanálise e educação e docente na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Portanto, exercitar o ato de gentil pode ser uma ótima maneira de minimizar os efeitos da depressão, ajudando a enfrentar os sintomas da doença.

4. Garante mais energia

"Quando as pessoas praticam a gentileza, toda gama de energia e positividade pode se tornar constante e dar motivação para uma qualidade de vida melhor", diz Martins. Um estudo publicado no periódico International Journal of Behavioral Medicine apontou que, após ajudar os outros, uma pessoa tende a se sentir mais forte e com mais energia. Para Paixão, o ato gentil também cria um efeito potencializador, criando um entorno mais positivo.

5. Melhora a sensação de dor

A prática de ações gentis e solidárias promove a produção de endorfina, um analgésico natural do organismo. Por isso, quem é gentil regularmente pode sofrer menos dores. Um estudo clínico realizado pela Universidade de Sheffield, no Reino Unido, notou que pacientes que apresentavam dores musculares conseguiram uma boa melhora após receberem a indicação de serem mais gentis com os profissionais de saúde que os atendiam. "Considerando que gentileza é uma forma de atenção e cuidado no trato com o outro, o desenvolvimento e a prática dessa qualidade relacional desencadeia sentimentos muito positivos", confirma Paim.

Casal sorrindo, qual o seu jeito no amor? - Cecilie_Arcurs/iStock - Cecilie_Arcurs/iStock
Imagem: Cecilie_Arcurs/iStock

6. Beneficia a saúde do coração

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Miami (EUA), as pessoas gentis têm uma produção aumentada de oxitocina, um hormônio dos vínculos emocionais. A substância tende a diminuir os níveis de cortisol, responsável pelo estresse, um dos grandes vilões para a saúde do coração.

7. Aumenta a expectativa de vida

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Michigan (EUA) mostrou que as pessoas que se ofereciam para ajudar os outros e realizavam trabalho voluntário por prazer viviam quatro anos a mais do que a população geral. Os pesquisadores acreditam que isso ocorreu porque os hormônios trazem diminuição do estresse no organismo.

Como ser mais gentil no dia a dia?

Quem deseja ser mais gentil pode começar com pequenos atos no cotidiano e com as pessoas mais próximas. Vale destacar que as atitudes gentis fazem toda a diferença nas relações interpessoais.

Veja, a seguir, algumas dicas simples:

  • Elogie alguém de forma genuína;
  • Seja sempre educado e evite ser desrespeitoso ou curioso em relação à vida pessoal das pessoas;
  • Seja um bom ouvinte; fale menos e escute mais;
  • Se coloque no lugar do outro sempre que possível;
  • Doe seu tempo ao outro;
  • Fique longe de aparelhos eletrônicos durante as refeições e foque a sua atenção nas conversas;
  • Evite reclamar o tempo todo;
  • Não se esqueça de agradecer e cumprimentar as pessoas, independentemente da correria diária.
* Com informações da matéria publicada no dia 28/11/2019.

Equilíbrio