Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Ser gentil melhora a saúde mental e até física: confira 6 benefícios

iStock
Imagem: iStock

Simone Cunha

Colaboração para o VivaBem

28/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • A gentileza ajuda a afastar a ansiedade porque melhora o bem-estar emocional
  • Ser gentil ajuda a estabelecer laços, pois cria uma ordem mais afetiva com os outros
  • O ato gentil também cria um efeito potencializador criando um entorno mais positivo

A gentileza deveria ser um hábito, mas, na agitação do cotidiano, ela acaba sendo engolida pela pressa e pelo individualismo. No entanto, é muito saudável colocar em prática o exercício de ser gentil, pois a ação beneficia quem recebe o gesto e quem o oferece. Dizer bom dia, ceder o lugar no transporte coletivo, pedir licença, agradecer, oferecer um sorriso... Essas são algumas ações que podem fazer toda a diferença nas relações interpessoais.

Quando recebemos uma gentileza numa cena do cotidiano, mesmo vindo de um estranho, desperta em nós uma sensação de reconhecimento e respeito. Gera, por consequência, um comportamento respeitoso com o outro. Cria-se uma corrente invisível Rose Paim, doutora e pós-doutora em Psicanálise e Educação e docente na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

De acordo com um estudo publicado pelo Springer Science, a gentileza consegue, por exemplo, ajudar a afastar a ansiedade porque ações gentis e interações sociais positivas elevam a autoestima e melhoram o bem-estar emocional.

Aliás, muitos estudos apontam para os benefícios em ser gentil para a saúde física e mental. Confira alguns deles:

1. Alivia a ansiedade

Em 2015, um estudo realizado na Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), pacientes que estavam em tratamento para a ansiedade foram convidados a praticar um ato de gentileza por dia. Após quatro semanas, todos os pacientes estavam mais relaxados, com os níveis de dopamina e serotonina (hormônios da felicidade) mais elevados. "A gentileza provoca uma certa excitação muito benéfica e a pessoa acaba ficando mais relaxada", diz a psicóloga Eliana Melcher Martins, mestre e moutoranda em viências pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

2. Aumenta a sensação de felicidade

Ser gentil ajuda a estabelecer laços, pois cria uma ordem mais afetiva com os outros. "Uma sequência de reações amistosas gera um ambiente acolhedor provocando uma sensação de bem-estar", diz Claudio Paixão, doutor em Psicologia Social e professor da Escola de Ciência da informação da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Por isso, a gentileza tende a deixar as pessoas mais felizes. E uma pesquisa desenvolvida pela Harvard Business School que avaliou a felicidade em 136 países, apontou que as pessoas altruístas são as mais felizes em geral. Esse estudo mostrou que a satisfação sentida após um ato gentil tem efeito consistente na felicidade, pois gestos de gentileza acionam a liberação de dopamina que promove euforia positiva.

3. Contribui no tratamento de outros quadros

O estudo conduzido na Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), que pediu aos para praticar um ato de gentileza por dia, apontou também que houve redução de isolamento social, até mesmo naqueles que apresentavam fobia social. "Na medida em que estamos envolvidos e comprometidos com o bem do outro, saímos da esfera do individualismo e egoísmo promovendo nosso próprio bem. Isso é entendido também como sinônimo de saúde mental", confirma Paim. Portanto, exercitar o ato de gentil pode ser uma ótima maneira de minimizar os efeitos da depressão, ajudando a enfrentar os sintomas da doença.

4. Garante mais energia

"Quando as pessoas praticam a gentileza toda gama de energia e positividade pode se tornar constante e dar motivação para uma qualidade de vida melhor", diz Martins. Por isso, um estudo publicado no International Journal of Behavioral Medicine sobre a gentileza apontou que, após ajudar os outros, uma pessoa tende a se sentir mais forte e com mais energia. Para Paixão, o ato gentil também cria um efeito potencializador criando um entorno mais positivo.

5. Melhora a sensação de dor

A prática de ações gentis e solidárias promovem a produção de endorfina, um analgésico natural do organismo. Por isso, quem é gentil regularmente pode sofrer menos dores. E um estudo clínico realizado pela Universidade de Sheffield, no Reino Unido, notou que pacientes que apresentavam dores musculares conseguiram uma boa melhora após receberem a indicação de serem mais gentis com os profissionais de saúde que o atendiam. "Considerando que gentileza é uma forma de atenção e cuidado no trato com o outro, o desenvolvimento e prática dessa qualidade relacional desencadeia sentimentos muito positivos", confirma Paim.

6. Beneficia a saúde do coração

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Miami, nos Estados Unidos, as pessoas gentis têm uma produção aumentada de oxitocina, um hormônio dos vínculos emocionais. Isso pode ajudar a baixar a pressão arterial beneficiando a saúde cardiovascular. A oxitocina também pode ser produzida quando nos apaixonamos, portanto, tende a diminuir os níveis de cortisol responsável pelo estresse, um dos grandes vilões para a saúde do coração.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Equilíbrio