PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Novo órgão: cientistas descobrem glândulas salivares no crânio

Amsterdam UMC
Imagem: Amsterdam UMC

Do VivaBem, em São Paulo

21/10/2020 19h21

Cientistas holandeses descobriram um novo par de glândulas salivares escondidas no crânio. De acordo com o estudo, publicado no periódico Radiotherapy & Oncology no dia 22 de setembro, a presença desse órgão foi confirmada por meio de tomografias de alta resolução em 100 pacientes com câncer de próstata.

Essas glândulas ficam na região atrás do nariz, na área central da cabeça. A equipe de pesquisadores também averiguou se estas estruturas também estavam presentes em dois cadáveres (uma mulher e um homem) —para surpresa dos especialistas, ambos tinham esse órgão.

Essas novas estruturas foram nomeadas de glândulas tubárias e acredita-se que elas ainda não tinham sido identificadas devido à difícil localização, já que ficam mais escondidas e em uma área pouco acessível em relação às outras glândulas. A hipótese é de que elas ajudem na lubrificação da boca e na deglutição.

Quais os benefícios da descoberta?

Um dos possíveis benefícios dessas glândulas é para quem faz radioterapia para combater cânceres na área da cabeça e pescoço, garganta ou língua. Essa medida terapêutica pode danificar as glândulas salivares e causar a efeitos colaterais, como dificuldade para engolir e falar.

Os cientistas acreditam que conseguirão poupar essas novas glândulas e fazer com que os pacientes sintam menos desconfortos causados pela radioterapia, e assim tenham mais qualidade de vida.

Apesar da descoberta, os pesquisadores reforçam que mais estudos precisam ser realizados para comprovar a funcionalidade das glândulas tubárias.

Saúde