PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Exercícios facilitam recuperação após estresse, mostra estudo em ratos

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

12/09/2020 11h54

Há muito tempo o estresse tem sido uma preocupação, apesar de ser uma reação antiga do nosso corpo: em situações de novas ou ameaçadoras o corpo se prepara mesmo para correr ou lutar, liberando para isso hormônios como a adrenalina e o cortisol. O problema é quando esse estado se torna prolongado, o que acontece quando se tem uma rotina repleta de pressões no trabalho, problemas familiares, sobrecarga de informação e etc.

Muito se fala sobre o que pode ser feito para amenizar esses efeitos no corpo, e exercícios físicos são uma das indicações. Um novo estudo, feito em ratos por cientistas da Escola de Medicina da Emory University em Atlanta explorou mais esse mecanismo em ratos.

Para tanto, os especialistas estudaram a galanina, um peptídeo que é produzido por todo o corpo em muitos animais, incluindo humanos. Ela é conhecida por estar ligada à saúde mental: pessoas com menor quantidade dela são mais propensas a ter ansiedade e depressão.

Como o estudo foi feito

  • Os cientistas pegaram ratinhos machos e fêmeas saudáveis e deram a alguns deles acesso a rodinhas de corrida, enquanto outros seguiram sedentários;
  • Depois de três semanas eles testaram os marcadores genéticos de galanina nos animais, e perceberam que quanto mais eles corriam, maiores os níveis do peptídio;
  • Em seguida todos foram estressados com choques leves nas patas --que não os machucam, mas os estressam;
  • No dia seguinte, os ratos foram colocados em outra situação estressante: gaiolas com áreas claras e abertas e áreas escuras fechadas. É normal que os ratos nessas situações primeiro corram para as áreas escuras e depois explorem com calma as regiões mais claras e abertas;
  • Enquanto os ratos corredores tiveram esse comportamento esperado, os sedentários apenas ficaram escondidos nas regiões escuras, mostrando que não haviam desenvolvido resiliência ao estresse anterior.

Por que esse estudo é importante?

A pesquisa mostra que a galanina é uma substância importante para a resiliência e que os exercícios físicos podem ajudar a ter níveis mais altos dela. Ainda que sejam precisos estudos em humanos para confirmar se isso também ocorre em nosso organismo, já é um incentivo a mais para também praticarmos atividades físicas.

Equilíbrio