PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

88% dos brasileiros se vacinariam contra a covid-19, mostra pesquisa

Divulgação Unifesp
Imagem: Divulgação Unifesp

Bruna Alves

Colaboração para VivaBem

02/09/2020 14h59

Uma nova pesquisa conduzida pela Ipsos para o Fórum Econômico Mundial mostrou que cerca de nove, em cada dez brasileiros (88%) se vacinariam contra a covid-19, caso a vacina já estivesse disponível para a população.

A pesquisa, intitulada "Global Attitudes on a Covid-19 Vaccine", foi realizada entre 24 de julho e 7 de agosto, em 27 países, entre eles Brasil, Estados Unidos, Canadá e Turquia.

No ranking do estudo, o Brasil aparece empatado com a Austrália (também com 88%) na segunda posição, atrás apenas da China, onde quase a totalidade (97%) dos entrevistados afirma que tomaria a vacina contra o coronavírus. No terceiro posto está a Índia, com 87%. A média global é de 74% que aceitariam tomar a vacina.

Para o estudo foram entrevistadas 19.519 pessoas, com idade entre 16 a 74 anos. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais.

No Brasil, 51% dos entrevistados acredita que haverá uma vacina até o final desse ano. Já os chineses estão bem mais otimistas: 87% acreditam que ela estará disponível ainda em 2020, seguida da Arábia Saudita e Índia com 75 e 74%, respectivamente. Considerando todas as nações, a média é de 41%.

A pesquisa também mostrou os que não tomariam a vacina, que representam um total de 26% dos entrevistados. Entre os motivos alegados estão:

  • Preocupação com possíveis efeitos colaterais, 63%;
  • Imunização não seria eficaz, 21%;
  • Risco de contaminação com a covid-19, 10%;
  • Pessoas que são contra vacinas em geral, 7%;
  • Falta de tempo, 2%;
  • Outras razões, 18%.

Saúde