PUBLICIDADE

Topo

Aveia engorda? Veja 8 benefícios desse cereal e como inseri-lo na dieta

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

31/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • A aveia é um cereal nutritivo que faz parte de diversas receitas e pode ser consumida em vários momentos do dia, apesar de ser ligada ao café da manhã
  • O alimento possui fibras, ferro, cálcio, magnésio, zinco, cobre, manganês, vitaminas, carboidratos e proteínas
  • Ela pode ser encontrada na forma de farelo, flocos ou farinha e está associada à perda de peso, por ajudar na saciedade
  • O consumo regular de aveia reduz o risco de doenças cardiovasculares e previne a prisão de ventre (mas lembre-se de consumir água, nesse segundo caso)
  • Em excesso, a aveia aumenta a produção de gases e evacuações

A aveia é um cereal bastante consumido no café da manhã e é uma opção nutritiva para começar o dia. Mas, além disso, também pode ser um ingrediente em diversas receitas e refeições ao longo do dia. Pode ser encontrada na forma de farelo, flocos ou farinha.

Uma colher de sopa de aveia em flocos contém cerca 53 kcal. O alimento possui fibras, ferro, cálcio, magnésio, zinco, potássio, fósforo, cobre, manganês, vitaminas, carboidratos e proteínas. Pela presença de todos esses componentes, a aveia pode ser considerada um alimento saudável, nutritivo e que contém uma lista extensa de benefícios.

Aveia engorda?

Mesmo sendo uma fonte de carboidrato, consumir aveia não contribui para o ganho de peso. Pelo contrário, quem inclui aveia na dieta pode ter mais saciedade e até emagrecer. Isso acontece porque o cereal possui índice glicêmico baixo, ou seja, o carboidrato é absorvido aos poucos pelo organismo.

A betaglucana da aveia aumenta a viscosidade do bolo alimentar, o que faz com que o alimento fique mais tempo no estômago. Por isso, aumenta a sensação de saciedade que, por sua vez, pode contribuir para o controle de peso.

Sabe-se também que a betaglucana ajuda a liberar hormônios produzidos no intestino que levam à redução da ingestão calórica e diminui o risco de obesidade. Mas, é importante lembrar que nenhum alimento isolado consegue ajudar a pessoa emagrecer ou causa seu ganho de peso. Para isso, é necessário ter hábitos saudáveis, fazer atividade física e manter uma alimentação balanceada.

1. Ajuda a diminuir a pressão arterial

Por possuir antioxidantes e fibras, a aveia ajuda a diminuir a pressão arterial. Um tipo de antioxidante presente no alimento aumenta a produção do oxido nítrico no organismo e essa molécula dilata os vasos sanguíneos e melhora o fluxo nas artérias.

Um estudo divulgado no The American Journal of Clinical Nutrition mostrou que consumir grãos integrais como aveia é eficaz na redução da pressão arterial. A recomendação dos pesquisadores é incluir três porções por dia desses grãos na dieta.

2. Reduz o colesterol ruim

A aveia contém um tipo de fibra, chamada betaglucana, que contribui na redução do colesterol total e do LDL, considerado "ruim" para o organismo. Uma pesquisa comprovou a relação entre a fibra e esse benefício, havendo diminuição na absorção do colesterol da dieta e inibindo a produção da gordura pelo próprio organismo.

3. Controla o açúcar no sangue

A aveia possui baixo índice glicêmico, ou seja, faz com que o açúcar presente no alimento seja digerido e absorvido mais devagar, provocando menores picos de insulina e distribuindo melhor a glicose sanguínea pelos tecidos. Sabe-se que a fibra betaglucana também aumenta a sensibilidade à insulina.

4. Melhora a digestão

Consumir aveia com frequência diminui a prisão de ventre. Isso ocorre porque o alimento possui fibras, o que adiciona volume as fezes e retém a água para torná-las mais macias. Dessa forma, elas tendem a se mover pelo trato digestivo e são eliminadas mais facilmente. Mas, é importante beber bastante água para processar a porção de aveia ingerida e desfrutar do benefício.

Além disso, as fibras têm efeito positivo sobre a mucosa e a microbiota intestinal, fortalecendo as bactérias benéficas, que são essenciais para proteger o intestino contra infecções. Uma pesquisa da Universidade de Viena realizada com idosos mostrou que aqueles que consumiram aveia diariamente por 12 semanas reduziram a prisão de ventre e o uso de laxantes.

5. Melhora a saúde cardíaca

A aveia pode prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares como o entupimento das veias e os infartos devido à presença de fibras que diminuem as taxas de colesterol ruim do organismo e porque controla a pressão arterial. O alto índice de colesterol ruim no sangue e a hipertensão são fatores de riscos que contribuem para os problemas cardíacos.

Um estudo realizado com mais de 54 mil dinamarqueses, com idade entre 50 e 64 anos, indicou que a ingestão de grãos integrais como aveia e cevada reduziu o risco de infarto em até 27%.

6. Dá energia

O alimento possui carboidratos e é fonte de energia. Por isso, é recomendado consumir aveia antes de realizar atividade física para ter mais disposição. A fibra betaglucana libera a energia de forma lenta e constante, o que faz com que a pessoa tenha mais pique por tempo prolongado.

7. Melhora o humor

A aveia é fonte de vitaminas do complexo B, o que melhora a disposição e a função cerebral, diminuindo o cansaço. Além disso, o cereal possui triptofano, aminoácido que se converte em serotonina quando metabolizado, o que aumenta o bem-estar, melhora o humor e garante uma boa noite de sono.

8. Faz bem para gestantes

O cereal é indicado para as grávidas por ser bastante nutritivo e prevenir constipações —o que é comum para as futuras mamães. Além disso, a aveia deixa a absorção da glicose mais lenta, o que diminui o risco de diabetes gestacional.

Benefício em estudo

- Combate o câncer de intestino: uma pesquisa mostrou que o consumo de aveia, juntamente com outros cereais integrais, contribui para diminuir o risco do câncer colorretal. Os pesquisadores comprovaram que a cada 10 g a mais dessas fibras consumidas, diminuía-se em 10% o risco de a pessoa desenvolver esse tipo de câncer. Sabe-se que as fibras da aveia ajudam o organismo a eliminar as substâncias tóxicas. Foram analisados 25 estudos envolvendo o assunto que contaram com a participação de mais de 2 milhões de pessoas.

Tipos de aveia

A aveia pode ser encontrada em diferentes formas, de acordo como é processada. A aveia em flocos possui os grãos inteiros que são prensados. Dessa forma, não há perdas nutricionais, já que se mantém todos os componentes do alimento. Costuma ser consumida com frutas e iogurtes.

Já o farelo de aveia, se origina na casca dos grãos e possui muitas fibras, é um alimento integral e pode ser batido com leite e vitaminas. E a farinha de aveia é feita com a moagem da parte interna do grão. Dessa forma, é possível substituir outras farinhas na preparação de receitas, mas perde-se uma parte das fibras.

Formas de consumo

A aveia é um alimento versátil que pode ser acrescentada em saladas de frutas ou até mesmo incluída em massas de pães, sucos, tortas, biscoitos e bolos. A recomendação para pessoas adultas varia entre 20 e 30 gramas diárias de aveia —o que equivale a cerca de três colheres de sopa.

A forma mais popular de consumo é o mingau de aveia que é feito com leite e açúcar. Ela também pode ser polvilhada com frutas como morango, uvas, banana e mamão para aumentar o sabor e potencializar os efeitos positivos do cereal.

É possível variar nas receitas e incluir a aveia em ovos ao preparar uma omelete. Também pode ser ingrediente de uma panqueca —é só trocar a farinha de trigo pela aveia em flocos finos ao fazer a massa. Uma boa ideia é misturar a aveia com outros cereais, sementes e oleaginosas, o que aumenta os benefícios do consumo.

Riscos e contraindicações

Há alguns efeitos colaterais se o consumo de aveia for em excesso. Pode causar aumento da produção de gases (pela fermentação intestinal), do bolo fecal e do número de evacuações. Por isso, quem tem o intestino muito acelerado precisa consumir com moderação.
A aveia não contém glúten, mas pode ser contaminada pelo trigo, pois muitas vezes, é processada com outros cereais. A contaminação cruzada também pode ocorrer se a aveia for cultivada muito perto das lavouras de trigo. Por isso, quem tem a doença celíaca (alergia ao glúten) também deve evitar a aveia e sempre checar na embalagem se há traços de glúten. Além disso, quem tem síndrome do intestino irritado precisa consumir com moderação ou em excesso pode piorar a inflamação intestinal.

Fontes: Isolda Prado, nutróloga e membro da diretoria da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia); Luciana Marchetti, professora de nutrição da Universidade São Judas; Suellen Bley, professora do curso de Nutrição e Preceptora Clínica do Ambulatório do Centro Universitário FMU; e Karyne Jordão, nutricionista e docente do Centro Universitário de Jaguariúna.

VivaBem no Verão - 2ª edição

O VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. São dois espaços na Riviera de São Lourenço (Bertioga) com diversas opções de atividades físicas, lazer, cultura e comidas para você curtir o calor com a família ou os amigos. Saiba mais sobre o evento aqui e venha nos visitar!

Data: de 26 de dezembro de 2019 até o dia 09 de fevereiro de 2020, de quinta a domingo
Horário de funcionamento: das 9h até as 13h (praia) e das 17h até a 1h (arena)
Endereço arena: Av. Riviera, s/n, próximo ao shopping
Local do espaço na praia: canto direito da praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

Benefícios dos alimentos