PUBLICIDADE

Topo

Dieta maluca com apenas um alimento pode deixar você "lesado"

Dietas malucas até podem trazer resultados, mas alimentação balanceada ainda é a maneira mais sábia de emagrecer - iStock
Dietas malucas até podem trazer resultados, mas alimentação balanceada ainda é a maneira mais sábia de emagrecer Imagem: iStock

Do UOL

06/01/2017 15h30

Dieta da batata, da beterraba, do chuchu... Elas podem até parecer "milagrosas" e diminuir o peso em poucos dias, mas há mais malefícios do que benefícios. De acordo com a nutróloga Ana Luísa Vilela, de São Paulo (SP), restringir a alimentação de maneira tão radical pode fazer você perder massa muscular, engordar ainda mais depois e, até mesmo, deixar a pessoa confusa, lenta, com dificuldade de raciocínio.

É que a falta de nutrientes no organismo pode afetar a maneira que seu cérebro funciona. "O órgão precisa de glicose para trabalhar. A falta do componente, então, diminui a cognição, deixando a pessoa mais lenta", explica a especialista.

A nutróloga diz, ainda, que o corpo precisa de carboidrato, lipídio (ou seja, gordura) e proteína. Alguns alimentos podem ser ricos em um ou mais componentes, mas isso não é o bastante. "A gente também necessita de mineirais e vitaminas", afirma. A falta de um dos nutrientes pode causar anemia, queda de cabelo e a queima de proteína, o que diminui a massa magra do corpo.

Menos músculos não significa, no entanto, apenas menos força, mas a diminuição da capacidade do corpo de gastar calorias. "Por isso, é muito mais fácil engordar depois de uma dieta maluca com apenas um alimento", explica Ana Luísa Vilela.

Segundo a nutróloga, não tem jeito: uma alimentação balanceada é a mais adequada para emagrecer. Além disso, a especialista diz que é importante ter em mente que um cardápio não é o mesmo para todas as pessoas. "É preciso buscar a dieta que seja mais compatível com você. Cada pessoa é uma pessoa".