PUBLICIDADE

Topo

Taise Spolti

Silício orgânico: conheça mais sobre a suplementação que transforma a pele

Getty Images
Imagem: Getty Images
Taise Spolti

Taise Spolti é formada em educação física e, atualmente, estuda nutrição. Já foi fisiculturista profissional e hoje tem interesse em aliar sua rotina alimentar à gastronomia. Costuma dizer que não se satisfaz com pratos pequenos ou sabores comuns. Participou do programa ?Masterchef?, da Band, onde pode mostrar em rede nacional suas receitas.

Colunista do UOL

20/06/2021 04h00

Pele e suplementação são dois assuntos que sempre pairam nos atendimentos e em qualquer conversa quando estou em atendimento ou nas redes sociais.

A saúde da pele nem sempre requer que usemos suplementação, mas ações levadas durante toda uma vida refletem diretamente nela, desde a limpeza até estado nutricional, sono, hidratação, fumo, ambiente, emoções. No decorrer do período de envelhecimento, a suplementação acabará sendo necessária.

Quando falamos em suplementação, pensamos imediatamente na voltada para atletas ou praticantes de atividade física, e de forma automática excluímos a da população no geral, como se a suplementação fosse algo apenas direcionado ao público mais ativo.

Suplementação é a forma que encontramos de repor ou aumentar o consumo de nutrientes que estão em falta ou que o indivíduo é incapaz de consumir na forma de alimento —nesse caso, ele dependeria do consumo em alta quantidade para atingir um ideal diário ou semanal. Sendo assim, qualquer pessoa que esteja necessitando de algum nutriente, devido a algum fator individual e após a avaliação do profissional que o acompanha, poderá se beneficiar da suplementação, seja de vitaminas, minerais, fitoterápicos, proteínas, aminoácidos, fibras.

No caso da saúde da pele, para prevenção e tratamento do envelhecimento uma das suplementações mais indicadas é o silício, apresentado em formulações diferentes para melhor biodisponibilidade, como no caso do silício orgânico em pó.

O silício orgânico tem biodisponibilidade aumentada, isso quer dizer que, quando ingerido, o organismo é capaz de absorver com maior qualidade e quantidade, e induz o aumento da síntese de colágeno, queratina e elastina, responsáveis pela estrutura, hidratação e firmeza da pele.

Quais os fatores que mais interferem diretamente na saúde e aparência da pele?

O uso de anticoncepcional oral, tabaco, poluição, consumo de açúcar, álcool, exposição solar excessiva, alterações de humor, má alimentação, alto consumo de refrigerantes e produtos industrializados, consumo de químicos como agrotóxicos, e também alguns medicamentos, assim como a má higiene da pele e uso de maquiagens sem o devido cuidado de limpeza são comprovadamente os fatores que interferem diretamente na estrutura e, como consequência, na aparência e envelhecimento precoce da pele.

A pele possui funções no corpo que vão além da aparência, por isso os cuidados e a suplementação de alguns ativos podem ser essenciais para a saúde, incluindo a saúde estrutural, protetora e também metabólica, já que participa da síntese de vitamina D. Com o passar dos anos e com a exposição a esses agentes que citei acima, e obviamente com a condição natural da vida, que é a programação do envelhecimento, a pele vai perdendo a capacidade de se regenerar, de finalizar seus ciclos e produção dos agentes responsáveis pela estrutura e firmeza, e vai perdendo aquele tônus que conhecemos, aquela flacidez vai ficando mais aparente, e por vezes mais desidratada.

Um dos ativos mais usados e recomendados, então, é o silício orgânico, que induz o organismo a produzir colágeno, principalmente tipo I, além de hidroxiprolina, que melhoram a regeneração e síntese de novas fibras colágenas. Em muitos estudos a suplementação oral de silício orgânico demonstrou melhora da hidratação e do brilho, além da tonicidade, de pele, unhas e cabelos.

O silício está presente em muitos alimentos, mas principalmente em grãos integrais, sem refino, já que esse processo reduz em mais de 50% a quantidade de silício. Os mais valiosos são o arroz integral e a aveia em grãos, além de frutas como abacaxi, laranja, oleaginosas e também cogumelos.

Uma quantidade ideal e biodisponível, associada à colina e vitamina C, poderá diminuir o processo de envelhecimento precoce, melhorar os aspectos como hidratação e brilho, mas, acima de tudo, está associada à melhora da flacidez pela ação na firmeza e tônus. Por ser seguro, não há contraindicação de uso, porém, para saber qual a necessidade individual, o ideal é consultar um profissional e avaliar a saúde da pele e qual ação a ser tomada junto à suplementação.

Para tanto, cabe lembrar: aumente a ingestão de água, reduza ou pare de fumar, diminua o álcool e o açúcar e faça uma boa limpeza, principalmente após o uso de maquiagens ou exposição à poluição.