Topo

Coluna

Adriana Miranda


Adriana Miranda

Cinco erros que precisei corrigir para atingir a boa forma física

Leo Mayrinck (@leomayrinckphoto)
Imagem: Leo Mayrinck (@leomayrinckphoto)
Adriana Miranda

Aos 62 anos, ela é palestrante e entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Procuradora aposentada do estado de São Paulo, está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

Colunista do UOL VivaBem

03/07/2019 04h00

Como já falei algumas vezes, desde bem jovem procuro levar uma vida saudável, por meio de uma alimentação equilibrada e da prática de exercício físico. Mas, não foi fácil conseguir uma boa forma física ao longo desses anos!

Durante muito tempo cometi alguns erros que dificultaram atingir essa boa forma. A experiência me ensinou muita
coisa, dentre elas, a não ter certas atitudes que "sabotam" os resultados do treino e dieta. A seguir, compartilho 5 delas.

1 - Exagerar nos exercícios aeróbicos

Eu ficava horas fazendo bicicleta ou elíptico. E todos os dias, sem descanso. O resultado disso era perda de massa muscular, tudo que ganhava na musculação, acabava perdendo no exercício aeróbico. Sem falar que estava sempre muito cansada. Não conseguia ficar com um shape bonito, ficava magra demais!

2 - Não respeitar o descanso

Outro erro que cometi durante anos foi não dar o devido descanso para meu corpo. Eu não dava tempo para meus músculos se recuperarem. Não fazia intervalos entre os treinos para um grupo muscular, por isso ele não crescia. E não descansava nem nos finais de semana.

3 - Exagerar na carga

Outro grande equívoco: achava importante colocar muita carga nos exercícios, não me importando com a sua correta execução, nem respeitando os devidos intervalos entre as séries.

4 - Cortar carboidratos da dieta

Com relação à dieta, achava que para ter um corpo legal precisava retirar o carboidrato da minha alimentação. Para mim, o carboidrato era um vilão! Claro que ficava sem energia e não conseguia também ganhar massa muscular. Sem falar que a pele ficava mais flácida!

5 - Chutar o balde e sair da dieta no fim de semana

Por fim, eu fazia o famoso "dia do lixo". Achava que como tinha malhado muito durante a semana, podia, nos finais de semana, comer de tudo, afinal "eu merecia"! Assim, quando chegava o fim de semana, chutava o balde, comia de tudo, em grande quantidade. Com isso, ganhava peso e tinha que correr atrás do prejuízo durante a semana.

Quando conseguia perder esse peso ganho, já chegava o outro fim de semana e lá vinha mais dia do lixo. Não conseguia sair desse círculo vicioso!

Mas, ainda bem que a experiência nos ensina muito. Hoje, consegui atingir um equilíbrio. Pratico exercício aeróbico dia sim, dia não, e só por volta de 35 minutos. Descanso os grupos musculares, dou um intervalo de, no mínimo, 48 horas e descanso nos finais de semana!

Atualmente, priorizo a correta execução dos exercícios, me concentro durante a execução, coloco pouca carga, faço intervalos curtos entre as séries. Assim, preservo minhas articulações, e consigo ganhar massa e definição muscular! Para isso, é muito importante ter acompanhamento de um personal trainer.

Sigo uma alimentação saudável e balanceada, com todos os nutrientes, inclusive carboidratos, que são muito importantes para o ganho de massa muscular e para dar energia! É claro que falo dos carboidratos de baixo índice glicêmico, e sempre consumo com moderação.

Aprendi também que, mesmo fazendo muito exercício físico, tenho que me alimentar bem, sem exageros, senão posso ganhar peso. Por isso, é também importante ter a orientação de um nutricionista.

"Dia do lixo" nunca mais! Nos finais de semana, gosto muito de comer algo diferente e que gosto, mas tudo sem exagerar. O segredo é o equilíbrio!

Vivendo e aprendendo...

*Adriana Miranda (@adrianammiranda) é palestrante e, aos 63 anos, entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL