PUBLICIDADE

Topo

Dieta detox

iStock / Arte UOL
Imagem: iStock / Arte UOL

Há quem acredite que promover uma limpeza no organismo pode curar uma série de doenças, mas não é bem assim. A dieta detox na verdade não limpa o organismo. "A expressão é usado de forma apelativa, mas se for para aumentar a ingestão de vegetais, esse é válido", avalia a endocrinologista Maria Edna de Melo, diretora do Departamento de Obesidade da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) e juri do Ranking das Dietas do VivaBem.

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL
Essa mudança de hábito é importante pois, "uma alimentação rica em processados, refrigerantes e alimentos gordurosos faz com que o organismo acumule uma série de toxinas que fazem mal a saúde", explica Fadlo Fraige Filho, endocrinologista, presidente da ANAD (Associação Nacional de Atenção ao Diabetes) e especialista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O que é a dieta detox

Quando realizada da maneira correta, a dieta detox ajuda na redução de toxinas do organismo. Essas toxinas chegam no nosso organismo principalmente através da alimentação, proveniente de excesso de conservantes, emulsificantes e acidulantes. "Uma alimentação rica em gorduras saturadas, gorduras trans, excesso de sal e açúcares também favorece para esse acúmulo", pontua Débora Dalle Molle, nutricionista da BP - Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Essa dieta é segura?

A dieta detox é segura, desde que seja feita da maneira correta. Fraige Filho explica que, diferente do que alguns planos prometem, a dieta detox não cura doenças. "É importante dizer que a dieta detox não é um remédio, ela não cura nenhuma doença. É uma facilitação para o fígado metabolizar o que está em excesso. Qualquer patologia precisa de acompanhamento médico", complementa.

Alimentos permitidos na dieta detox

Existem alguns tipos de dieta detox, mas em geral todas priorizam os ingredientes naturais. O famoso lema 'descascar mais e desembalar menos' é o que norteia esse plano alimentar.

Segundo Magda Rosa Ramos Da Cruz, nutricionista e professora do curso de Nutrição da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná), o principal para todas as modalidades de detox é a eliminação dos alimentos ricos em toxinas. "É preciso riscar do cardápio alimentos ricos em gorduras trans, frituras, processados, glutamato monossódico, alimentos com corantes, conservantes e ricos em sódio."

Ainda é preciso cuidar da ingestão de bebidas, que devem priorizar líquidos como chás, sucos naturais e, claro, muita água. "Cafeína, refrigerantes, bebidas alcoólicas e leite também são excluídos", destaca Molle.

Alguns tipos de dieta detox priorizam apenas a ingestão de sucos e bebidas naturais por alguns dias. "Porém é preciso o acompanhamento de um médico para não sofrer com deficiências nutricionais", pontua Fraige Filho.

Segundo a nutricionista da BP - Beneficência Portuguesa de São Paulo, a dieta detox clássica tem duração de 30 dias. "É dividida em três períodos de 10 dias, onde em cada período um grupo de alimentos é excluído e outros são introduzidos. Nesse período é importante avaliar a necessidade de suplementação de vitaminas, minerais e aminoácidos", alerta.

Dieta detox realmente emagrece?

Como a dieta detox prioriza alimentos saudáveis, a ingestão calórica tende a ser menor e, como consequência, pode levar a uma perda de peso. "Em geral os alimentos saudáveis têm poucas calorias, então pode ajudar a emagrecer, mas não é o foco principal", relembra Cruz.

Fraige Filho alerta sobre a comercialização crescente de dietas detox que prometem uma perda de peso considerável e ainda a cura de algumas doenças. "Existe um apelo comercial muito grande, que justifica a venda de dietas. É importante esclarecer que não é um remédio, não cura doença alguma", destaca. E complementa: "se ao invés de comer um pedaço de pizza, você tomar um suco natural com ingredientes saudáveis, é claro que você terá um melhor ganho nutricional para o seu organismo."

Vale ou não fazer?

Por trazer uma alimentação rica em alimentos naturais, principalmente vegetais e frutas, a dieta detox não será tão negativa. Só é preciso tomar cuidado com as modalidade que indicam apenas tomar suco, sem ingestão de alimentos sólidos.

Cardápio da dieta detox

Dia 1

Café da manhã

  • Suco verde: ½ maçã, 1 folha de couve com o talo, 1 rodela de gengibre, ½ limão, 1 col. (sobremesa) de linhaça dourada com 1 copo (200 ml) de água de coco

Lanche da manhã

  • 1 lasca de coco com geleia de fruta sem açúcar

Almoço

  • 1 prato (sobremesa) de salada com folhas verde-escuras cruas
  • 3 col. (sopa) de pepino
  • 2 col. (sopa) de legumes cozidos no vapor (abóbora, brócolis e couve-flor, temperados com alho, cebola, salsinha e cebolinha)
  • 1 col. (sopa) de mandioquinha cozida
  • 1 filé médio de peixe (tilápia, badejo ou pescada branca) assado com tempero de ervas

Lanche da tarde

  • 1 pote de iogurte natural desnatado

Jantar

  • 1 prato fundo de verduras e legumes (brócolis, espinafre, couve-flor e vagem) polvilhados com 1 col. (sopa) de semente de girassol sem sal
  • 1 filé de frango grelhado

Ceia

  • ¼ de abacate com 1 col. (sobremesa) de cacau em pó e 1 col. (sobremesa) de mel ou agave

Dia 2

Café da manhã

  • Omelete de 2 ovos inteiros, temperado com sal rosa do Himalaia, cúrcuma, uma pitada de pimenta do reino e ervas (salsinha e cebolinha)

Lanche da manhã

  • 1 fruta (maçã ou pera) com casca + 2 unidades de castanha-do-pará

Almoço

  • 1 prato (sobremesa) de salada mix de folhas (agrião, rúcula, alface crespa, alface lisa), temperado com sal rosa do Himalaia, limão e azeite extravirgem
  • 2 col. (sopa) de salada de lentilha+ 1 filé médio de frango grelhado temperado com curry
  • 2 col. (sopa) de espinafre refogado

Lanche da tarde

  • 2 unidades de mini muçarela de búfala + 3 unidades de tomate cereja, temperado com manjericão e azeite extravirgem

Jantar

  • 1 prato (sobremesa) de salada mix de folhas (agrião, rúcula, alface crespa, alface lisa), temperado com sal rosa do Himalaia, limão e azeite extravirgem
  • 1 wrap de couve com patê de iogurte desnatado e atum (rechear a folha de couve com o iogurte misturado ao atum, cortar em 2 partes e comer 1)
  • 2 col. (sopa) de pepino

Ceia

  • Mingau de aveia, feito com 2 col. (sopa) de aveia em flocos, ½ copo de leite de amêndoas e canela a gosto

Reportagem: Ana Sniesko

Ranking das Dietas