Topo

Viagem


Conheça 8 roteiros ao redor do mundo para se fazer de trem

As viagens de trem são uma forma sustentável de viajar - Balazs Busznyak/Unsplash
As viagens de trem são uma forma sustentável de viajar Imagem: Balazs Busznyak/Unsplash

25/11/2019 18h41

Viajar pelo mundo e observar as cidades e as paisagens da janela a bordo de um trem é uma alternativa para incrementar ainda mais a própria viagem. E são vários os percursos, em todos os continentes, que permitem ao turista apreciar o destino escolhido sem sair de um vagão.

Ao redor do mundo é possível encontrar linhas férreas para todos os gostos, das altamente tecnológicas até as mais históricas, que faz o turista voltar no tempo. O Pacific Surfliner, da Amtrak, é uma das principais linhas.

Localizada nos Estados Unidos, o trem liga San Diego a San Luis Obispo, no sul da Califórnia, e para em 27 estações ao longo da sua rota. Entre as cidades atravessadas pelo trem estão Grover Beach, Santa Barbara, Los Angeles, Santa Ana e Sorrento Beach. O comboio, que percorre a costa, oferece paisagens inesquecíveis e percorre 365 quilômetros em cinco horas e 45 minutos. O trem opera diariamente e o nome é uma homenagem ao surfe.

Já no Canadá, o Rupert Rocket é o trem da Via Rail que viaja de Jasper até Prince Rupert. Os trens são dos anos 1950 e percorre pouco mais de 1,1 mil quilômetros.

A linha conecta as paisagens de Alberta à costa leste do país, passando por montanhas, pontes e túneis. Os trens também param em pequenas estações de madeira para permitir que turistas tirem fotos.

Na Europa, a Itália possui a linha férrea Sulmona-Isernia.

Conhecida como ferrovia transiberiana italiana, o trem oferece uma viagem entre as montanhas e os estreitos desfiladeiros nas reservas naturais das regiões de Abruzzo e Molise.

O trem viaja por duas horas e meia em uma pista que passa diversas pequenas cidades nas montanhas que guardam tradições, arte e histórias milenares.

A linha férrea que liga Oslo a Bergen, na Noruega, também é muito popular entre os turistas. O trem percorre 490 quilômetros e oferece paisagens incríveis, como desfiladeiros, cachoeiras, pontes sobre rios, florestas e o imenso planalto de Hardangervidda, que fica coberto de neve durante a maior parte do ano.

A construção da linha começou em 1875 e terminou em 1909.

Atualmente, o trem faz o trajeto quatro vezes por dia, parando em 22 estações.

Em solo sérvio, há uma ferrovia que liga a vila de Mokra Gora a Sargan Vitasi, em um trajeto que possui 13,5 quilômetros. O trem a vapor se chama de Nostalgija e antigamente a linha ligava Belgrado a Sarajevo através de túneis e pequenas cidades.

Os vagões possuem estilo retrô e reproduzem aqueles que uniam as duas principais cidades da Sérvia nos primeiros anos do século.

Todo o percurso, construído na forma de oito, é realizado em duas horas.

No continente asiático, a Índia possui uma linha férrea que passa pela montanha Nilgiri. O trajeto completo dura quatro horas e meia e percorre 46 quilômetros, indo da cidade de Mettupalayam até Ooty.

A jornada atravessa as montanhas e as terras férteis de Tamil Nadu, onde os colonos britânicos se refugiaram do calor tropical do país. O trem a vapor atravessa pontes muito altas, mas com vistas deslumbrantes.

Graças aos filmes de Bollywood, essas montanhas estão de volta à moda e muitos viajantes usam o trem para chegar até Ooty.

No Vietnã, uma ferrovia atravessa o país de norte a sul, conectando as cidades de Ho Chi Mihn e Hanói. O trem viaja por mais de 1,7 mil quilômetros e atravessa quase 200 locais, como Nha Tang, conhecida por suas belas praias, e Hue, rica em palácios e santuários.

A viagem é longa, mas a linha corre perto da costa vietnamita, proporcionando paisagens incríveis.

Por fim, na Oceania,o TranzAlpine é um trem que parte de Christchurch e após quatro horas e meia chega a Greymouth, na Nova Zelândia.

Esta jornada de 223 quilômetros é considerada uma das rotas mais bonitas e panorâmicas do mundo. O trajeto abrange desde as planícies de Canterbury até as montanhas cobertas de neve da região.

O trem passa por paisagens alpinas, lagos, rios e florestas, que podem ser admiradas pelas janelas e pelos tetos de vidro dos vagões.

Viagem