PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Jovem recebe 'planilha do Excel' cobrando gastos do primeiro encontro

A jornalista Silvia Vasconcelos, 31 anos - Reprodução/Instagram
A jornalista Silvia Vasconcelos, 31 anos Imagem: Reprodução/Instagram

Rute Pina

De Universa, em São Paulo

15/05/2022 15h05

"Café da manhã, R$ 74,49. Hospedagem, R$ 147. Cervejas, R$ 60,42. Mais o jantar e outros gastos, o valor final da dívida foi de R$ 45,55."

A conta do date chegou para a jornalista Silvia Vasconcelos, 31 anos, dois dias depois do encontro. E em formato de Excel. A jovem viralizou no TikTok após contar a história da planilha que recebeu dois dias depois de um primeiro encontro.

"Conheci esse cara através de um aplicativo e a gente estava conversando no ano passado, no auge da pandemia, e eu não queria ir para um lugar lotado. Ele deu a ideia, então, de alugar Airbnb, escolheu e reservou o local", conta ela. "Levei algumas coisas para o café da manhã, comprei cerveja e passamos uma diária lá".

@silsvasconcelos

A mulher hétero não tem um dia de paz

? Undererê - Ines Brasil

Dois dias depois, ela conta que o cara mandou uma mensagem perguntando o quanto ela havia gastado. "Eu disse que não precisava se importar, mas aí ele disse que era para juntar tudo e para dividir — sendo que a ideia do Airbnb foi dele e em nenhum momento ele contou que rolaria uma divisão. Do nada, chegou uma planilha tosca me cobrando R$ 45,55", conta ela, rindo da situação.

"Primeira coisa que pensei quando abri a planilha foi 'não é possível o que está acontecendo'. Mandei mensagem para todas as amigas, que riram muito do que aconteceu. Virou uma piada interna do grupo."

"Talvez ele fosse metódico mesmo ou estivesse precisando muito do dinheiro, acontece. Mas faltou comunicação, já que ele reservou e escolheu o Airbnb, nem me consultou se aquele local estava dentro do meu bolso, se eu poderia pagar ou não

Há um mês, em abril, a jornalista decidiu compartilhar a história depois que viu uma trend no TikTok sobre dates ruins. Logo foram mais de 100 mil visualizações. "Não esperava essa proporção que tomou", conta.

Com a repercussão nas redes, ela diz que vieram muitos comentários machistas, também. "Alguns comentários dizendo 'ah, mas vocês não lutaram tanto para ter direitos iguais e estão reclamando aqui?'. Mas o meu problema não foi com a divisão, mas a forma como ele lidou com a situação e o jeito como me comunicou", conclui.

Silvia conta que, geralmente, ela não se importa (e até prefere) dividir a conta. Mas que achou a situação inusitada por chegar uma cobrança dias depois — e quando ambos já tinham tido gastos com o encontro.

O relacionamento não prosperou. A jornalista conta que pagou a conta com os centavos e, depois, parou de seguir o ex-pretendente nas redes sociais. "O date, no dia, foi bom. Mas a gente não tinha muito assunto durante nem depois. Ele é o famoso cara que manda 'foguinho' e acha que está conversando", brinca.

Após o episódio, ela conta que passou a se comunicar melhor com quem conhecia pelos apps. "Comecei a perguntar, um pouco antes de sair, onde era o local, se era um restaurante caro, por exemplo. Quando a pessoa diz que quer me buscar, eu falo que não precisa — não quero ninguém me cobrando a gasolina."

Relacionamentos