PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

'Amor venceu', diz palmeirense pedida em casamento na Libertadores

Aline é palmeirense, Igor é flamenguista. "O amor venceu", diz a agora noiva - Arquivo pessoal
Aline é palmeirense, Igor é flamenguista. "O amor venceu", diz a agora noiva Imagem: Arquivo pessoal

Júlia Flores

De Universa

28/11/2021 16h46

Antes de começar a partida entre Palmeiras e Flamengo pela final da Libertadores, o clima de romance tomou conta do Estádio Centenário, no Uruguai, na tarde de sábado (27). Isso porque o empresário Igor Lago, de 35 anos, decidiu pedir a namorada, Aline Vinco, de 35, em casamento na arquibancada. O pedido já seria memorável, mas um detalhe fez a história chamar ainda mais atenção: ele é flamenguista enquanto ela é palmeirense.

"Nós já tínhamos comprado os ingressos antes mesmo de saber que nossos times se enfrentariam na final. Quando os clubes avançaram de fase, ficamos muito felizes em compartilhar esse momento", contou Aline em entrevista a Universa. A empresária foi pega de surpresa pelo pedido de casamento.

Aline só soube depois que Igor planejou o pedido há cerca de um mês. "Ele entrou em contato com o pessoal da Conmebol e eles adoraram a ideia. Criaram um plano, doaram os ingressos e pediram para chegarmos cedo. Ajudaram bastante", conta.

A poucos instantes da bola rolar, a palmeirense foi abordada pela organização da Conmebol, que convidou o casal para participar de um karaokê no estádio. "Eu estranhei porque o Igor é muito tímido e ele aceitou o convite de cara. Quando vi que tinha umas pessoas segurando balões de coração por perto, já comecei a suspeitar."

Foi então que o flamenguista Igor fez a proposta. Ao som de vaias e gritos de "Não aceita", a palmeirense Aline disse sim. Esta não foi a única alegria do dia da empresária, que viu seu time ser campeão do torneio. "Hoje estou mais feliz do que ele, né?", fala. A seguir conheça a história do casal:

"Já tinha desistido de ser pedida em casamento"

O casal Igor e Aline no começo do namoro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O casal Igor e Aline no começo do namoro
Imagem: Arquivo pessoal

Aline é de São Paulo e Igor é de Salvador. Ambos se conheceram em 2014 em uma festa na capital baiana. Um ano depois, começaram a namorar. "No início era muito complicado. Namoramos dois anos à distância até que decidi me mudar para lá", relembra a paulistana, que mora na cidade há quatro anos.

Ela conta que foi surpreendida pelo pedido: "Ele me enrolou bastante, já tinha até desistido, achando que não ia acontecer. Na hora em que ele se ajoelhou e disse 'um minuto de silêncio porque vou pedir uma palmeirense em casamento', meu coração quase explodiu. Comecei a chorar, as pernas tremeram, foi um choque grande."

Depois do pedido, ela voltou para a arquibancada do time rival, de onde assistiu a partida com a camisa do Palmeiras escondida debaixo do casaco.

"Na hora do jogo, fiquei nervosa. Como estava na torcida do Flamengo, fiquei quietinha. Quando saiu o primeiro gol do Palmeiras, respeitei em silêncio, não comemorei. Na hora em que o Flamengo empatou, os flamenguistas se inflaram pra caramba. Permaneci na minha e comecei a rezar", lembra.

Futuro depende do Palmeiras

O time de Aline acabou marcando outro gol e o Palmeiras levou o troféu para casa. Por precaução, a empresária preferiu não assistir à prorrogação da partida e ficou no banheiro do estádio até os minutos finais.

"Confesso que foi uma pequena vingança ver aqueles flamenguistas deixarem o estádio tristes. Estava há alguns dias em minoria, ouvindo piadas sobre o Mundial". Igor, seu flamenguista favorito, mesmo a contragosto, ficou no estádio até o time rival levantar a taça.

"Ele está tenso até agora, porém contente com a repercussão que o pedido ganhou. Viralizamos nas redes sociais, as pessoas nos param na rua para tirar foto, fizeram matérias sobre a gente, fomos parar até em jornais da Argentina e do Uruguai", conta a empresária.

Scott, o cachorrinho do casal, veste camisa do Palmeiras - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Scott, o cachorrinho do casal, veste camisa do Palmeiras
Imagem: Arquivo pessoal

Longe do cachorro Scott — que ora veste roupinha temática do Palmeiras, ora do Flamengo —, o casal aproveita alguns dias de folga em Punta del Este, no Uruguai. A data do casamento ainda não foi marcada. Igor não perde a piada e garante que a festa só vai acontecer se o "Palmeiras ganhar o Mundial". Aline, por sua vez, é mais pragmática: ela planeja formalizar a união no final de 2022 ou no começo de 2023. "Problema de verdade vai ser na hora de definirmos para qual time nossos filhos vão torcer", brinca. "O importante é que o amor venceu", finaliza a palmeirense.

Relacionamentos